Luan Hanada quer fazer bonito “em casa”

Luan Hanada/ Hang Loose Surf Attack Tombo, Guarujá. Foto Munir El Hage

Luan Hanada quer fazer bonito “em casa” no Hang Loose Surf Attack, na Praia do Tombo

Publicidade

Melhor guarujaense no ranking 2018, o surfista Luan Hanada quer fazer bonito “em casa” na 3ª etapa do Hang Loose Surf Attack, a partir desta sexta-feira (28), na Praia do Tombo, em Guarujá. O atleta ocupa o quarto lugar na categoria sub18 e compete com expectativa de buscar sua primeira vitória no Circuito que define os campeões paulistas de base e já revelou grandes nomes do surf brasileiro como outro famoso surfista da Cidade, o campeão mundial Adriano de Souza, o Mineirinho.

O competidor de 16 anos despontou em 2016, quando foi campeão sub16 e supercampeão guarujaense e faturou o título do A Tribuna de Surf Colegial. No ano passado, garantiu o bi municipal e foi top 8 sub16 e top 10 sub18 no Hang Loose Surf Attack. Na verdade, Eduardo Motta está na sua frente no ranking, mas como o surfista já anunciou que se dedicará exclusivamente à categoria profissional, Luan passa a ser o principal atleta da Cidade. Na etapa inicial, em Ubatuba, ele ficou em quarto lugar e na seguinte, em São Sebastião, foi o 13º colocado.

“Estou com uma expectativa muito boa para competir em casa. Meu treinador tem feito a minha preparação no Tombo, alguns dias. Gosto de competir lá, por ser um lugar que tem altas ondas e por já ter conquistado bons resultados”, afirma Luan, que treina geralmente na Praia de Pitangueiras e é orientado pelo experiente Gilmar Silva, outro surfista de Guarujá, que também se destacou no Hang Loose.

Além de Luan, Guarujá será bem representado por John Muller, que tenta fazer a sua primeira final na sub10. Nas duas etapas anteriores, ele ficou na semifinal, em sétimo e quinto lugares e também ocupa a quarta colocação no ranking. Vale destacar que nesta temporada, apenas dois atletas guarujaenses chegaram às finais no Hang Loose Surf Attack, justamente Eduardo Motta e Luan Hanada.

O Hang Loose Surf Attack é disputado em seis categorias individuais e, além da sub18 e sub10, conta com a sub16, sub14, sub12 e a feminina sub16. Há, também, a classificação por cidades, onde Guarujá ocupa o terceiro lugar geral. Fora do mar, o evento conta com diversas atrações para os atletas, nas tendas instaladas ao lado do palanque, com com pebolim, ping pong, pinturas, além de brincadeiras como cabo-de-guerra, caça ao tesouro e gincanas educativas voltadas à preservação do meio ambiente, valendo kits como prêmio.

O Hang Loose Surf Attack 2018 tem os patrocínios de Overboard Action Sports Store, Surf Trip, Super Tubes, Hot Water, Kyw e Sthill, com copatrocínios de Rhyno Foam e CT Wax. Apoios da Prefeitura de Guarujá, Associação de Surf de Guarujá (ASG), Governo do Estado de São Paulo/Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, com divulgação de Waves e FMA Notícias. Organização da Federação Paulista de Surf.

FMA Notícias

Fotos Munir El Hage