Krystian Kymmerson e Thaís de Almeida são coroados na Pro

Krystian na onda da virada (o detalhe vai para o gesto rock’n roll de seus dedos). Foto: Pedro Monteiro / Abrasp.
Kymmerson com seus fiéis escudeiros – seu irmão e seu técnico. Foto: Pedro Monteiro / Abrasp.
Rio Surfe Pro 2018 
Com direito a tubarão, campeões da 6ª etapa do Tour da Abrasp são conhecidos. Em um dia de Austrália na Barra da Tijuca, Krystian Kymmerson, Sérgio Noronha e Thaís de Almeida são coroados na etapa carioca do Tour da Abrasp.

Um domingo que amanheceu preguiçoso, com tempo nublado, mas que nos revelou um típico domingo carioca, em pleno mês de maio, com um calor e céu de verão. As ondas perderam força e quebravam com 0,5 metro, mas ainda assim fazendo funcionar as famosas valinhas do pico.

Não estava fácil achar as ondas com potencial, e os atletas tiveram que ‘espremer’ ao máximo até a finalização já na areia. Ainda assim, com o alto nível dos competidores, o show de surfe foi mais do que garantido e a galera que compareceu à praia não teve do que reclamar.

Publicidade

E em terras cariocas, na categoria profissional masculina, foram os capixabas quem dominaram. Dos quatro finalistas, três eram do Espírito Santo: Krystian Kymmerson, Lysandro Leandro e Rafael Teixeira (que apesar de ter nascido no Rio, é radicado e defende a bandeira do ES). O quarto atleta a completar a lista dos que chegaram mais longe no evento foi o catarinense Mateus Herdy, de apenas 17 anos.

Mateus Herdy, no talento e na raça. Foto: Pedro Monteiro / Abrasp.
Thaís de Almeida surfou na pressão e com estilo para vencer a etapa. Foto: Pedro Monteiro / Abrasp.

No masculino as disputas do domingo começaram a partir da 4ª bateria do round 4 e foram em diante até a grande final. Foram disputas acirradas, viradas emocionantes e uma briga individual contra as condições difíceis do mar. Mantendo o forte ritmo desde o início do circuito, Krystian Kymmerson, que terminou o evento com as duas melhores notas do campeonato, um 9,60 na 3ª fase e um 8,90 na grande final, e também com os dois melhores somatórios, nas mesmas baterias, sagrou-se o grande campeão da 6ª etapa do Tour da Abrasp.

Na derradeira disputa, Rafael Teixeira começou bem encaixado e liderou a maior parte do confronto. Mas Krystian logo entrou no jogo ao tirar um 8,90 num belo aéreo de frontside. E foram nos minutos finais que Krystian achou uma direitinha, colocou muita pressão nas manobras e, mesmo na parte cheia da onda, jogou muita água para o alto, e ainda conectou no inside e completou a junção. Com a onda sendo avaliada em 6,40, Kymmerson assumiu a liderança e não a largou mais. Excelente resultado patra o atleta que atualmente está sem patrocínio principal. Em 2º ficou Rafael Teixeira, em 3º Matheus Herdy e em 4º Lysandro Leandro.

Que momento para os capixabas!

Já na categoria feminina, a grande final foi formada por Camila Cássia, Gabriela Teixeira, Thaís de Almeida e a jovem promessa Yanca Costa. Logo depois que as meninas entraram na água para o início da disputa final, um fato inusitado e um tanto quanto assutador fez com que elas tivessem que sair do mar. Os bombeiros avisaram que dois tubarões tinham sido avistados ali perto e, por uma questão de segurança e a pedido das autoridades, a direção de prova deu o chamado para que as atletas saíssem do mar até que a área estivesse segura. Não se sabe o tipo e o tamanho dos dentuços, mas cerca de 30 minutos depois a bateria foi chamada novamente e, com as condições ainda mais difíceis devido ao vento e à mudança de maré, as mulheres batalharam pelo lugar mais alto do pódio.

No final, tendo conseguido achar as melhores ondas e aproveitar ao máximo o que cada uma delas lhe proporcionou, a saquaremense Thaís de Almeida, que por muito pouco não ficou fora dessa etapa, foi a grande campeã da categoria feminina.

Sérgio Noronha, o “Fedelho”, venceu com propriedade. Foto: Pedro Monteiro / Abrasp.

E o domingo também contou com as finais da categoria kahuna, destinada aos atletas a partir dos 45 anos. Arthur Gama, Sérgio Noronha, Pena Glass e Gutemberg Goulart foram os finalistas. A final foi dominada por Sérgio, um sempre feroz competidor, que acabou levando o merecido título da etapa, para alegria de sua torcida presente nas areias da Barra da Tijuca, local em que já participara de inúmeras competições nos tempos passados.

Esta foi a sexta etapa do Tour Abrasp 2018, que já passou pelo Ceará, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e Paraná antes de chegar ao Rio de Janeiro.

O projeto Rio Surf Pro Brasil 2018 será composto por três eventos. Além desse primeiro, na Barra da Tijuca, estão previstas etapas no Recreio, no mês de julho, e na praia de Grumari, em setembro.

AÇÕES SOCIAIS
Durante o evento foi realizada uma campanha de arrecadação de casacos e outras roupas para o inverno. Essas forão doadas para a instituição R#, que cuida de pessoas que saíram do vício.
Também foram oferecidas 06 inscrições gratuitas para surfistas carentes da cidade do Rio de Janeiro. A triagem foi feita com apoio da Feserj e associações de surfe do estado
O Rio Surf Pro Brasil 2018 é uma realização da Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude do Estado do Rio de Janeiro em parceria com a Associação Brasileira de Surf Profissional e a próxima etapa será no Recreio dos Bandeirantes, no mês de julho.
Essa primeira etapa, na Barra da Tiuca, contou com o apoio da South, Parmê, Corona, Rubber Stick Rico Point e Wetworks. Apoio técnico foi da Federação de Surf do Estado do Rio de Janeiro e da Associação de Surf da Barra da Tijuca.
RESULTADOS DA 6ª ETAPA

Masculino

1º – Krystian Kymmerson
2º – Rafael Teixeira
3º – Mateus Herdy
4º – Lysandro Leandro

Feminino

1º – Thaís de Almeida
2º – Camila Cássia
3º – Gabriela Teixeira
4º – Yanca Costa

Kahuna

1º – Sérgio Noronha
2º – Arthur Gama
3º – Pena Glass
4º – Gutemberg Goulart

Por Pedro Monteiro/ Abrasp

Fotos: Pedro Monteiro/ Abrasp

Fonte ricosurf.com.br