Kian Martin é destaque no Hang Loose Surf Attack

Kian Martin Hang Loose Surf Attack Foto Munir El Hage                                                                                                                                                                                      Sueco radicado na Indonésia é destaque no Hang Loose Surf Attack em Guarujá

FILHO DE BRASILEIRO COM SUECA, KIAN MARTIN FICOU IMPRESSIONADO COM O NÍVEL TÉCNICO

Publicidade

DA NOVA GERAÇÃO DO SURF BRASILEIRO E TAMBÉM FEZ BONITO NAS ONDAS DA PRAIA DO TOMBO

O domingo (30) será de decisões na 3ª etapa do Hang Loose Surf Attack, na Praia do Tombo, em Guarujá. A expectativa é que, pelo menos, três campeões gerais já sejam conhecidos por antecipação. Além disso, as disputas nas outras três categorias estão emboladas. O sábado, segundo dia de competição, foi dos atletas na sub16 e sub18. Um dos destaques veio de bem longe a convite de seu patrocinador.

Kian Martin nasceu na Suécia e mora na Indonésia desde os dois meses de idade e fez bonito em suas apresentações na sub16 e sub18. Foi dono, inclusive, da maior somatória do dia, 13,90 pontos, na sub18. Aos 16 anos, ele não compete como amador na Indonésia e já se destacou em eventos QS na Indonésia, com o segundo lugar no Hello Pacitan, em 2017, e o quinto este ano no Nias Pro. “Aqui é a primeira vez. É irado, estou correndo duas categorias e gostando. Tem muito moleque quebrando”, comentou o atleta, classificado para domingo nas duas categorias.

RYAN KAINALO – Quem também se classificou nas duas disputas foi Ryan Kainalo, de Ubatuba, que pode assumir a liderança da sub16, mesmo tendo apenas 12 anos. Ele, inclusive, é um dos atletas que pode comemorar um título por antecipação no domingo, justamente na sua faixa etária. “Eu perdi na sub14, que era líder, mas estou bem animado com sub16, porque quem estava na minha frente perdeu ou não competiu. O domingo vai ser agitado”, disse o atleta, que terá uma maratona, competindo na sub12, pelo título, na sub16, pela liderança, e ainda na sub18.

Outro nome que também pode sair de Guarujá muito bem é Caio Costa, de São Sebastião, rival direto de Ryan tanto na sub14 quanto na sub16. Neste sábado, ele garantiu a maior nota do dia, 8 pontos. A maior somatória ficou para Sérgio Luan, que é de Ilhabela e hoje mora em São Sebastião, com 13,25. Já na sub18, o catarinense Uriel Sposaro defendeu a liderança do ranking e tem Daniel Adisaka, competindo por São Sebastião, em sua “cola”.

A competição recomeça neste domingo às 8 horas, com as finais realizadas a partir do meio-dia, tudo com transmissão ao vivo pela internet, no link http://www.fpsurf.com.br/eventos/18/hla/hla03/aovivo3.php. Em paralelo às ondas, o evento proporciona aos atletas momentos de lazer e diversão nas tendas da Hang Loose, ao lado do palanque, com várias brincadeiras, comandadas pelo incansável e sempre animado Bro, e também pintura de pranchas com o artista Jefinho.

MEIO AMBIENTE – Outra atenção fica com o meio ambiente com gincanas voltadas ao tema e também a distribuição de suportes descartáveis para sacos de lixo na faixa de areia. Criada pelo empresário Nilton Jorge, depois de inúmeras pesquisas,  o “Niltex” colabora diretamente para deixar a praia limpa, comprovando o compromisso da Hang Loose em promover um evento de um esporte que tem total sinergia com as questões ambientais.

O Hang Loose Surf Attack 2018 tem os patrocínios de Overboard Action Sports Store, Surf Trip, Super Tubes, Hot Water, Kyw e Sthill, com copatrocínios de Rhyno Foam e CT Wax. Apoios da Prefeitura de Guarujá, Associação de Surf de Guarujá (ASG), Governo do Estado de São Paulo/Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, com divulgação de Waves e FMA                                                                                                                                    FOTOS DIVULGAÇÃO: MUNIR EL HAGE                                                               FMA Notícias

Galeria de Imagens