Instituto Gabriel Medina garante título por antecipação

Hang Loose Surf Attack, em Guarujá. Foto Divulgação Fabio Maradei

Instituto Gabriel Medina garante título por antecipação, 3 vitórias e 10 pódios na 3ª etapa do Hang Loose Surf Attack, em Guarujá

Publicidade

Um título por antecipação, três vitórias, representando 50% das categorias em disputas, e dez pódios. Um balanço mais do que positivo do Instituto Gabriel Medina (IGM), em mais uma participação no Hang Loose Surf Attack, uma grande referência em competições de base do surf e responsável pela revelação de grandes nomes do País na modalidade.

Na 3ª etapa do ranking, realizada dias 28 a 30 de setembro, na Praia do Tombo, em Guarujá, dois atletas foram os grandes destaques. Sophia Medina segue a trajetória da família, com conquistas pioneiras e fez história ao garantir, por antecipação, o primeiro título feminino do circuito. Com apenas 13 anos, ela comemorou a conquista na disputa para atletas com até 16.

Caio Costa, o Caveirinha, foi o vencedor e passou a ser líder em duas categorias, na sua faixa etária, a sub14, e na acima, a sub16, numa prova de superação, depois de chegar em Guarujá lesionado no ombro. Outra importante comemoração foi de Júlia Duarte, vitoriosa na feminina, ao fazer a dobradinha com Sophia.

Depois dessa etapa, o IGM se mantém líder em três categorias, na feminina, sub14 e sub16, e vice-líder na sub18, com Daniel Adisaka, e na sub12, com Murillo Coura. “Estou orgulhoso dos meus meninos. Evoluíram bem, os resultados estão aparecendo, mas estou ciente que temos que evoluir mais ainda. Zona de conforto aqui não! Vamos trabalhar cada dia mais e agradeço a todos os profissionais e a todos os meninos e meninas”, vibrou o diretor técnico e um dos idealizadores do IGM, Charles Saldanha Rodrigues, o Charlão.

Ele acompanhou tudo de perto, antes de embarcar no próprio domingo para a França (onde acompanhará Gabriel Medina na disputa do bicampeonato mundial), inclusive o título inédito e histórico da filha, Sophia. “Já vivi esse filme com o Gabriel lá atrás e é um momento de muita emoção, com certeza ver a Sophia seguindo o mesmo caminho”, ressaltou Charles, com a esposa e presidente do IGM, Simone Medina. Junto com os dois, o time contou com uma grande estrutura, incluindo quatro treinadores e até mesmo psicólogo e fisioterapeuta para suporte para os 25 atletas participantes do evento.

Na etapa, vale destacar a excelente performance da equipe na sub14, com seis atletas entre os oito primeiros da etapa e no ranking, seis classificados nos top10. Nessa faixa etária, Lucca Cassemiro vibrou muito com a sua primeira final no Hang Loose. Sunny Pires e Renan Rodrigues ficaram em quinto lugar, enquanto que Murillo Coura e Fabrício Rocha foram os sétimos.

Já na sub16, o time teve três competidores na decisão, com Sérgio Luan em terceiro e Pedro Bianchini em quarto. Entre os mais velhos, Daniel Adisaka foi o quarto colocado e também merece menção, Erick Bahia em quinto. Na sub12, mais dois atletas chegaram na bateria decisiva, com Guilherme Fernandes em segundo e Murillo Coura em terceiro.

SUPERAÇÃO – Nome principal da etapa, Caio Costa chegou a pensar que não conseguiria competir no Tombo, diante das dores no ombro. Rapidamente, o diretor do IGM, Márcio Yagui, convocou o fisioterapeuta Júnior Flueti, que acompanha os atletas cotidianamente no Instituto, para chegar um dia antes do evento em Guarujá e iniciar um tratamento intensivo. A ação foi positiva e Caio competiu os três dias em alta performance, numa demonstração de superação para vencer.

“Meu grande foco esse ano é o Paulista e fiquei preocupado, porque me preparei muito bem para a etapa. Cheguei machucado e o Júnior, nosso fisioterapeuta, ajudou muito, porque eu não estava nem conseguindo surfar e sair daqui vencendo duas categorias é sensacional. Um dos dias mais felizes da minha vida. Agora é competir a última etapa em casa mais confiante e rumo aos títulos. Sem dúvida, a estrutura e apoio do IGM são incríveis, ajudam em tudo”, vibrou o atleta de 14 anos, que já tem o título sub12 do Hang Loose em sua trajetória.

Também na sub14, Lucca Cassemiro comemorou muito a sua primeira final no evento. No ano passado, também em Guarujá, ele garantiu sua primeira vitória em campeonatos, no Guarujaense. “Foi um campeonato de alto nível e fiquei muito feliz. Valeu muito, porque mostra a nossa evolução. Quero agradecer o Instituto pelo suporte que está nos dando para treinar e competir bem”, falou.

Já entre as meninas, festa dupla: Sophia vibrou com o título inédito e Júlia Duarte com a sua primeira vitória. A categoria foi criada este ano para fortalecer o surf feminino e irmã caçula de Gabriel Medina venceu as duas etapas iniciais e, desta vez, foi a segunda, depois de uma excelente apresentação no primeiro dia, garantindo até a nota mais alta da competição entre todas as categorias, um 8,25 (igualada por Caio Costa e depois pelo finalista da sub18, Gabriel Ramos).

“Muito legal ganhar o primeiro título feminino do Hang Loose, onde meu irmão também já foi campeão. Fiquei muito feliz, porque vai ficar na história. Isso é muito legal. E estou mais feliz pelo meu desempenho no campeonato, porque surfei bem”, comentou a atleta de apenas 13 anos. “É um campeonato importante para a gente e fiquei muito contente. O mar estava do jeitinho que eu gosto, grandinho, abrindo e fiz o que estava treinando”, complementou Júlia Duarte, de 15 anos.

TAMBÉM NO PERU – Além da forte participação no Hang Loose Surf Attack, em Guarujá, com 25 atletas, o IGM competiu com três representantes no O’Neill Pro Junior, no Peru, tentando o título sul-americano da World Surf League (WSL) para surfistas com até 18 anos. Léo Barcelos terminou na 13ª posição, Fernando Júnior foi o 17º colocado e Heitor Duarte ficou em 33º lugar.

Vale lembrar que Léo e Heitor tiveram suas pranchas extraviadas no vôo para o Peru. Léo ficou seis dias sem os equipamentos, que chegaram um dia antes do início das disputas, enquanto que Heitor não teve a mesma sorte, competindo com material emprestado. Agora, os atletas retornam aos treinos na sede do IGM, instalada na Praia de Maresias, em São Sebastião. Entre os próximos compromissos estão a final do Hang Loose Surf Attack “em casa” e etapas do QS, na Bahia e em Maresias.

 O Instituto Gabriel Medina atende 30 atletas, dos dez aos 17 anos, oferecendo a mesma estrutura que o ídolo tem na parte técnica, física e médica. O projeto conta com vários benefícios como aulas de idiomas, atendimentos odontológico, fisioterápico e psicológico, natação, apneia, equipamentos para a prática do surf, como pranchas e roupas de borracha, custeio de viagens para competição e alimentação.

Fábio Maradei

Fotos Divulgação

RESULTADOS DA 3ª ETAPA

SUB18

4 Daniel Adisaka

5 Erick Bahia

9 Sérgio Luan

17 Rodrigo Saldanha

17 Cauã Gonçalves

17 Pedro Bianchini

25 Kauai Lobato

33 Renan Rodrigues

SUB16

1 Caio Costa

3 Sérgio Luan

4 Pedro Bianchini

9 Fabrício Rocha

9 Kauai Lobato

13 Sunny Pires

13 Guilherme Rocha

17 Rodrigo Saldanha

17 Daniel Adisaka

25 Cauã Gonçalves

25 Lucca Cassemiro

25 Higor Souza

25 Lúcio Rosário

41 Chandler Ribeiro

49 Davi Reina

 SUB14

1 Caio Costa

4 Lucca Cassemiro

5 Sunny Pires

5 Renan Rodrigues

7 Murillo Coura

7 Fabrício Rocha

9 Rodrigo Saldanha

9 Lúcio Rosário

13 Davi Reina

17 Guilherme Fernandes

22 Ryan Coelho

 FEMININA SUB16

1 Julia Duarte

2 Sophia Medina

9 Sophia Gonçalves

13 Camilly Oliveira

SUB12

2 Guilherme Fernandes

3 Murillo Coura

9 Ryan Coelho

SUB10

9 Enzo Yagui

RANKING APÓS 3 ETAPAS (TOP 20)

SUB18

2 Daniel Adisaka – 2.260

10 Sérgio Luan – 961

12 Pedro Bianchini – 875

13 Erick Bahia – 856

14 Fernando Júnior – 810

20 Leo Barcelos – 656

SUB16

1 Caio Costa – 2.330

4 Daniel Adisaka – 1.651

5 Fabrício Rocha – 1.391

9 Sérgio Luan – 1.240

13 Pedro Bianchini – 948

19 Cauã Gonçalves – 611

SUB14

1 Caio Costa – 2.531

4 Fabrício Rocha – 1.989

6 Rodrigo Saldanha – 1.961

7 Lucca Cassemiro – 1.815

8 Renan Rodrigues – 1.516

9 Sunny Pires – 1.466

11 Lúcio Rosário – 961

13 Murillo Coura – 813

18 Guilherme Fernandes – 652

21 Davi Reina – 576

FEMININA SUB16

1 Sophia Medina – 2.900 – CAMPEÃ POR ANTECIPAÇÃO

3 Júlia Duarte – 1.810

5 Sophia Gonçalves – 1.368

17 Camilly Oliveira – 897

SUB12

2 Murillo Coura – 2.610

3 Guilherme Fernandes – 2.140

9 Ryan Coelho – 1.159

SUB10

14 Enzo Yagui – 800

Galeria de Imagens