Eduardo Barrinuevo encara o Vicentino de Surf

Eduardo BarrionuevoFoto Fabio Lopes

Eduardo Barrinuevo encara o Vicentino de Surf neste fim de semana

O surfista profissional Eduardo Barrionuevo, único atleta na história da cidade de Iguape, no Vale do Ribeira, a chegar numa disputa do WQS, evento da WSL de status 3000, que foi o QS Tubos Peru Open, em Março deste ano, no Peru, confirmou sua presença na categoria PRO/AM do Circuito SurfnaCozinha de Surf Vicentino 2019 apresentado pela Lines SurfShop e homologado pela Federação Paulista de Surf que terá sua primeira etapa realizada neste final de semana, 25 e 26 de maio, na Praia do Itararé, em São Vicente, Litoral Sul de São Paulo.

Local de Iguape, suas primeiras batidas nas ondas aconteceram no Barra do Ribeira, onde Eduardo começou a surfar aos 14 anos de idade e hoje acumula 12 anos de surfe. Atualmente mora no Guarujá, Litoral Sul, e coleciona mais de 60 títulos no currículo. “Comecei a surfar depois de muitos amigos meus, mas consegui alcançar o meu primeiro sonho que foi se profissionalizar em 2015, e no ano seguinte, em 2016, eu já estava entre os 55 melhores atletas do Brasil”, relembra com orgulho.

Publicidade

Aos 26 anos, a persistência se transformou em recompensa e em 2018 o atleta finalizou o ano na 83ª posição no ranking da Confederação Brasileira de Surf. Ano em que também correu pela primeira vez o Vicentino de Surf. “No ano passado eu competi uma etapa, mas perdi no round dois. Este ano pretendo avançar mais e coseguir um melhor destaque. Sei que este campeonato está muito bem estruturado e organizado, um dos mais antigos da região”, destacou o atleta que irá disputar o campeonato com os apoios das marcas Gangster, Ótica Difiori, Sr. Altino Bar, Bottom Fins, D+Sports, LivreSurf, Th Surfboards, Águas Claras e Academia Corpaço.

Em 2018, o atleta vicentino Marcos Corrêa foi o campeão da última etapa PRO/AM, porém, outro vicentino, Kim Matheus, foi declarado o campeão municipal e ganhou a passagem para o Peru. Ambos disputam as etapas do WQS 2019, divisão de acesso à elite de surfe mundial da WSL. Este ano, na categoria PRO/AM, o prêmio é de R$ 3 mil e será distribuído entre as três etapas. Os demais campeões, das outras categorias, vão receber Kits e pranchas de surfe.

Todas as 11 categorias da primeira etapa do Circuito SurfnaCozinha de Surf Vicentino 2019 apresentado pela Lines SurfShop já estão com lotação máxima.

Vale ressaltar que o circuito é aberto para surfistas de outras cidades, como forma de promover maior intercâmbio, mas no ranking final, serão declarados campeões apenas os surfistas de São Vicente e filiados à ASVS.

Novas regras
Este ano a ASVS mudou os critérios para os atletas filiados e não filiados sobre as inscrições e sobre o título Vicentino.
Agora, haverá um prazo de prioridade para atletas filiados. Ou seja, mesmo que o atleta seja morador de São Vicente e, não for filiado, terá que aguarda o prazo aos filiados para então poder se inscrever. Sendo assim, caso um atleta de outra cidade se filiar ele acabará tendo prioridade na hora de fazer a inscrição.

Título do Circuito
Sobre o título do Circuito Vicentino 2019, a diretoria decidiu que os atletas só poderão ser declarados Campeões Vicentinos se estiverem devidamente filiados à ASVS e ser morador da cidade de São Vicente.

Ficha Técnica
Apresentação: Lines Surf Shop.
Patrocínio: SurfnaCozinha.
Realização: Associação São Vicente de Surf (ASVS).
Parceria: Secretaria de Esportes e Prefeitura Municipal de São Vicente.
Supervisão: Federação Paulista de Surf – FPS
Co-patrocínio: O’Neill, Natural Art, Rubber Sticky, Stone Head, C-Four e Metalnox.
Apoios: Criative Session, M.A.G.,Portal do Sol, Surferia, S.A.M. Surfboards, Menehhune Beach Wear, Melin Shape Desing, Rolling Pranchas de Surf, Mota Surfboard, MS Surfboards, Surfins, Rip Tide Surfboards, Classic Longboards, Fu Wax, Terraço Chopp, Cacau Center, Mega Sorte Loterias, Ymage Impressão Digitais, Mendes Odontologia, O Pastelão, BIG Frio, CRS Comunicação.

por Charles Roberto / innersport.com.br