Deivid Silva defende o título em Maresias

Deivid Silva defende o título em Maresias de olho na vaga para a elite mundial

ATUAL 6º COLOCADO NO RANKING QS, SURFISTA DE GUARUJÁ É UM DOS DESTAQUES NO RED NOSE SÃO SEBASTIÃO PRO 2018, QUE COMEÇA NA QUARTA-FEIRA E VAI ATÉ O DIA 4

Publicidade

Atual sexto colocado no ranking QS e, como ele mesmo diz, em sua melhor temporada na busca pela vaga à elite mundial, o guarujaense Deivid Silva defende o título do Red Nose São Sebastião Pro 2018. A etapa do QS3000 reunirá surfistas de 13 países, com início na próxima quarta-feira (31), na badalada Praia de Maresias, em São Sebastião. O surfista da Prainha Branca foi o vencedor do QS 3000 no ano passado e sabe da importância da pontuação para quem almeja disputar o CT em 2019.

“Na verdade, Maresias para mim é um campeonato muito importante, porque são 3 mil pontos e a minha troca é muito baixa, só de mil pontos. Treinei muito e espero fazer um bom resultado. Maresias é um lugar que eu gosto bastante, que sempre competi, desde a categoria petit”, fala o surfista de 23 anos.

Ele lembra a boa performance do ano passado, quando passou por Gabriel Medina, nas quartas-de-final, e depois venceu Flávio Nakagima na decisão. “Foi um ano muito bom, de aprendizado. Ainda mais ter vencido Maresias e o Medina, que é um cara que admiro bastante. Vejo muitas baterias dele, me inspiro muito nele”, conta Deivid, não escondendo a ansiedade.

“Defender o título gera um pouco de responsabilidade, mas estou tentando levar por um bom caminho. Fazer o meu melhor, fazer o que fiz em 2017. Vou estar com a família, com a minha esposa e a minha filha e isso vai me deixar mais focado e com mais vontade de vencer”, revela.

Além de chegar como defensor do título e o atleta inscrito no evento mais bem colocado para a vaga no CT, Deivid tem uma curiosidade em relação ao patrocinador principal da etapa, a Red Nose. Ele foi o vencedor dos dois mais recentes eventos realizados pela marca, o Pro Júnior em Baia Formosa/RN, em 2014, e o QS 6000 Red Nose Florianópolis, na Praia do Santinho, em Santa Catarina, em 2015, sendo que neste último também tendo o patrocínio da empresa. “Me deram sorte. Quero repetir essa boa fase’, fala o atleta.

No ranking QS, Deivid aparece em sexto lugar, com 14.450 pontos, incluindo os 6 mil da vitória em Manly, na Austrália, e os 5.200 do quinto lugar no QS 10000 em Ribeira D’Ilhas, Portugal. “Foram dois grandes momentos importantes, que me deixaram motivado, mais confiante e com muito mais vontade de poder estar lá dentro”, comenta. “Há três anos que eu venho chegando perto, mas dessa vez acho que eu estou mais perto, com mais chances de entrar no CT. Esse ano estou bem focado, minha cabeça está totalmente diferente”, fala o surfista de 23 anos. “Vou dar meu máximo”, avisa.

Válido pela 59ª etapa do ranking, o Red Nose São Sebastião Pro 2018 distribuirá US$ 75 mil em premiação e ainda tem como atrativo a definição do campeão sul-americano da temporada. Além de Deivid, aparecem como destaques o potiguar Jadson André, sétimo no ranking QS, e os brasileiros que disputam o CT, Italo Ferreira, Ian Gouveia, Jessé Mendes, Michael Rodrigues e Yago Dora.

O Red Nose São Sebastião Pro 2018 é uma realização da World Surf League (WSL), com os patrocínios da Jeep e Corona, apoios da Confederação Brasileira de Surf, Federação Paulista de Surf, Associação de Surf de São Sebastião (ASSS) e Associação de Surf de Maresias (ASM), com divulgação da 89 FM e Waves.

INFORMAÇÕES SOBRE O EVENTO TAMBÉM COM O ASSESSOR DE IMPRENSA DA WSL SOUTH AMERICA – JOÃO CARVALHO (48) 999.882986 E jcarvalho@worldsurfleague.com

FMA Notícias

 

DEIVID SILVA: FOTOS DIVULGAÇÃO