Definidos os campeões municipais em São Vicente

Circuito South to South de Surf Vicentino 2018. Foto Divulgação

Definitivamente o Circuito South to South de Surf Vicentino 2018 apresentado pela Line Surf Shop voltou com força total. A nova diretoria conseguiu resgatar o espirito competitivo dos surfistas locais com o evento que teve a etapa final realizada no último fim de semana, onde foram definidos os novos campeões municipais, em ondas de até 2 metros no pico do teleférico, na Praia do Itararé, em São Vicente, Litoral Sul de São Paulo.

Publicidade

Os principais talentos revelados na Baixada Santista nos últimos anos, os surfistas de São Vicente, Marcos Corrêa e Kim Matheus, ambos disputam a divisão de acesso do WQS, deram um verdadeiro show nas ondas de dois metros que quebraram durante o domingo . Marquinhos levou a melhor e saiu vencedor da etapa, já Kim Matheus foi o grande campeão vicentino e ganhou o prêmio máximo que é a passagem aérea para o Peru, ofertada pela empresa Cacau Center Co-patrocinadora do evento.

Entre os melhores atletas vicentinos, o destaque ficou para Victor Santos, que termina o ano como campeão municipal das categorias Mirim e Iniciantes. Titulo que é entregue aos surfistas de São Vicente melhor posicionado no ranking final do Circuito.

“Finalizamos com chave de ouro. Teve sol, muito surfe e altas ondas. Tivemos muito trabalho, mas foi satisfatório ver todo o resultado. Eu agradeço a todos que fizeram acontecer o circuito vicentino, em especial aos associados da ASVS. A contribuição dos sócios é muito importante para a continuidade deste trabalho. Não é fácil, mas vamos adiante fazendo para a nova geração o que um dia fizeram para nós”, comentou o presidente da Associação São Vicente de Surf, Lucinei Mallas

Devido a previsão de fortes ventos e mar revolto prevista para o domingo, que se confirmou, a organização decidiu, no sábado 27 – com ondas que quebraram em torno de meio metro – finalizar as categorias Estreantes, Feminina, Petit e Stand UP, que contou com a presença do campeão mundial e tricampeão brasileiro de SUP, Leco Salazar. No domingo, com as ondas bem mais fortes as finais ficaram concentradas na PRO/AM, Master, Mirim, Junior, Iniciantes e Longboard.

A disputa foi acirrada entre os atletas da categoria Standup e quem acabou levando a melhor foi o vicentino Leonardo Gimenez com a primeira colocação. Ele desbancou o campeão mundial e atual tricampeão nacional de SUP Leco Salazar. Ambos ditaram o ritmo da disputa. Na terceira posição ficou Daniel Lemos Ferlin, outro atleta de destaque e em quarta colocação seu pai, Augusto Cesar Ferlin. Dos quatro atletas que competiram na final da categoria SUP, Cesar, Leco e Daniel fazem parte da APP World Tour. Léo Gimenes além de campeão da etapa também se sagrou campeão Vicentino 2018. “Estou muito satisfeito por ter levado os dois títulos numa bateria muito disputada e com atletas preparadíssimos”, disse.

Ainda no sábado, a Associação São Vicente de Surf (ASVS) conseguiu definir os campeões de outras três categorias. O vencedor da etapa na categoria Petit foi John Miller e o título de campeão vicentino foi para Theo Schmidit. Já Arthur Goulart levou a etapa na categoria Estreantes; o título de melhor vicentino nesta categoria ficou para o atleta Leonardo Nogueira. Entre as meninas a primeira colocada, da última etapa, foi Melissa Policarpo; Mel Yukari fecha o ano como campeã vicentina 2018.

Nas disputas, a primeira a entrar no mar foi a Estreantes. Arthur Goulart foi superior e fechou com a primeira colocação. João Arthur acabou em segundo, com John Miller em terceiro e Everton Freitas com a quarta colocação. Depois foi a vez das meninas: Melissa Policarpo não deu chances, superando Kemily Sampaio e ficando em primeiro lugar. A terceira colocada foi Maria Beatriz e a quarta a atleta Laura Agnes.

Na Petit, John Miller, Victor Prado e os gêmeos Theo e Caio Schmidt fizeram uma boa disputa. John acertou o drop e aproveitou bem as ondas de meio metro para vencer e confirmar a boa fase.Theo Schmidt ficou em segundo e seu irmão Caio na terceira colocação. Victor Prado finalizou em quarto lugar.

No domingo, o ciclone extratropical chegou à cidade de São Vicente e as ondas aumentaram. As categorias Master e PRO-AM foram as que arrancaram aplausos e gritos do público que compareceu na final do Circuito South to South Vicentino de Surf 2018.

Foi uma disputa de alto nível, com show de rasgadas e batidões até o inside. Marcos Corrêa mostrou porque é o vicentino melhor ranqueado no WQS, e fez a diferença. Foi dono da melhor onda da etapa, que lhe rendeu um 9,73 e o primeiro lugar. Kim Matheus até que tentou garantir o título da etapa, mas não conseguiu e mesmo com o segundo lugar garantiu o título de melhor vicentino na Categoria Pro 2018 garantindo a passagem aérea para o Peru. Vinicius Bico fechou na terceira posição e Guilherme Silva com a quarta colocação.

“Estou muito feliz por ter vencido o circuito vicentino, fazia tempo que não tinha um evento como este na minha cidade. Estou muito orgulhoso da nova diretoria e torço para que eles continuem o trabalho. É muito importante para a nova geração”, disse Marcos. “Fiquei amarradão com a passagem e agora é só se preparar para encarar as ondas peruanas”, finaliza Kim.

Na Master, Fabio Porto ficou com o título da etapa para os surfistas com mais de 35 anos. Em segundo lugar ficou Telson Batista, que também termina o circutio vitorioso. Ele é o master melhor ranqueado e recebeu o título vicentino 2018 da categoria. Na terceira colocação terminou Ricardo Mello e em quarto lugar Anderson Robert.

Na final da Iniciantes o destaque ficou para Renan Rodrigues, vicentino que faz parte da equipe do Instituto Medina. Em segundo lugar vem Yuri Beltrão. Na terceira colocação ficou Victor Santos e na quarta posição João Arthur. O título de campeão vicentino foi para o atleta Victor Santos que também garantiu o Título Vicentino na categoria Mirim.

Na etapa, Gustavo Giovanardi venceu Vinicius Ponchet para garantir o primeiro lugar da Mirim. Em terceiro ficou George Alvens e na quarta colocação Henrique Liberato.

Nos pranchões, Theo Cabeleira foi o destaque e garantiu o primeiro lugar. Ele superou Beto Garcia e André Mikimba, que ficaram com a segunda e terceira posições respectivamente. Na quarta colocação ficou Marcelinho do Tombo. O título de campeão vicentino foi para Marcos Silva.

Na Junior Gabriel Nieba venceu a etapa e em segundo ficou Vinicius Parra. A terceira colocação ficou para Vinicius Ponchet e a quarta posição para Luan Hanada. O título de campeão vicentino foi para o atleta Gabriel Oliveira, aluno da Escola de Surf de São Vicente, que desenvolve um forte trabalho de base. A Escola termina o Circuito com 5 títulos de Vicentino, nas categorias Petit, Feminino,Iniciante, Mirim e Júnior.

Neste resgate do Circuito Vicentino de Surf, a nova geração de surfistas pôde interagir, trocar informações, e ficar bem perto dos ex-atletas profissionais como Zé Paulo, Augusto Sapo, Maurício Orelhinha, Daniks Fischer, Diego Meinha, Lucinei Mallas, surfistas que alçaram o nome da cidade no mundo do surfe, além disso puderam ver de perto também os profissionais Marcos Corrêa e Kim Matheus que estão se destacando nas disputas do circuito mundial de acesso WQS.

O Circuito South to South de Surf Vicentino 2018, foi realizado pela Associação de Surf Vicentino (ASVS) e apresentado pela Lines Surf Shop. Com chancela da Federação Paulista de Surf (FPS) e patrocinado pela South to South e co-patrocinado pela Cacau Center, Rubber Sticky, Keahana, e MetalNox. Contou com os apiois da Prefeitura Municipal de São Vicente, Nova Era’s, Ymage, Terraço, CS Noivas, Fu-Wax, Mega Sorte Loterias, Trifins, Surferia Bar, O Pastelão Delivery, BigFrio, Espaço Bella Mama, Drogaria Boa Vista, E.R.A Resgate, Eko Açai, Compact Surfboards, Wave Attack, Mag Surfboards, Shaper Marcelo Mota, Grellet Surfboards, Classic Longboards, RipTide surfboards, MS Surfboards e Rolling Surfboards.

Por Charles Roberto/ innersport.com.br

Fotos: Fabrício FH/ Eduardo Castro/ Dinho Fotos

Galeria de Imagens