Definidos os campeões da última etapa do Campeonato Brasileiro de Kitesurf Wave

Finalistas do Redley Kitesurf Brasil 2016. Foto: Mauricio Val

Evento aconteceu essa semana, na Barra da Tijuca (RJ) e definiu o ranking nacional para 2016. Além disso, no evento também foi oficializado o título de campeão mundial 2016 para Pedro Matos. Apesar de não vencer essa etapa, Pedrinho fez a maior somatória

Publicidade

Chegou ao fim a última etapa do Campeonato Brasileiro de Kitesurf, categoria Wave. Quem levou a melhor e garantiu o título de Campeão Brasileiro 2016 foi o Alagoano Tanio Barreto, que fez uma manobra excelente e levou a maior nota do campeonato: 9.60 dos 10 possíveis. O segundo lugar ficou com Sebastian Robeiro, e o terceiro com Pedrinho Matos e Anderson Santos, empatados.

Apesar de não levar o título, Pedrinho Matos teve a maior somatoria da etapa com 17.80 pontos. Durante a premiação,  também foi oficializado pela IKA que o atleta é o campeão mundial de 2016.

O evento fecha o ano e define o ranking nacional:

1. Tanio Barreto – Alagoas

2. Sebastian Ribeiro -Santa Catarina

3. Pedro Matos – Rio de Janeiro

4. Joao Henrique – Pernambuco

5. Marcelo Cunha – Rio de Janeiro

No profissional feminino, a campeã da etapa foi a carioca Marcela Witt, com 1000 pontos, em segundo lugar Carol Freitas e em terceiro Brigite Mayer, que levou o titulo Brasileiro 2016, pois somou o maior número de pontos nas duas etapas: 1710. O ranking nacional termina o ano assim:

1. Brigite Mayer – Rio de Janeiro

2. Marcela Witt – Rio de Janeiro

3. Milla Ferreira – Rio de Janeiro

Na categoria Master o campeão da categoria Local Master foi o carioca Marcelo Cunha, que apesar de ter feito uma cirurgia grave na coluna, mostrou que está 100% recuperado e somou 1000 pontos na competiçao e garantiu o topo do ranking nacional. Em segundo lugar ficou o atleta Victor Gioranelli, e em terceiro Raul Werneck, ambos do Rio de Janeiro.

Além das baterias, ao longo dos dias de campeonato rolaram altas manobras dos melhores atletas do Brasil no Strapless e uma bateria especial Expression Session, em que Pedrinho Matos foi campeão.

“Foi um campeonato de altíssimo nível e, para 2017, estamos preparando uma competição com formatos diferentes, além de clínicas de formação de instrutores e velejadores”, afirma Augusto Sampaio, presidente da ABK.

Fotos: Mauricio Val

Por Top Press Comunicação

Galeria de Imagens