Daniel Adisaka segue com chances de “dobradinha” de títulos

Daniel Adisaka, Hang Loose Surf Attack Maresias. Foto Munir El Hage

Daniel Adisaka segue com chances de “dobradinha” de títulos na sub18 e na sub16 no Hang Loose Surf Attack 

Publicidade

ETAPA DECISIVA TEM FINAIS NESTE DOMINGO NA PRAIA DE MARESIAS

O domingo (21) promete disputas acirradas e decisões emocionantes no dia decisivo da 4ª e última etapa do Hang Loose Surf Attack, na Praia de Maresias, em São Sebastião. Serão seis categorias em ação, com destaque para a sub18, sub16 e sub14, com os títulos em aberto. A competição mais tradicional de base do País tem início às 8 horas e as finais a partir das 11h30, com transmissão ao vivo pela internet no link www.fpsurf.com.br/eventos/18/hla/hla04/aovivo3.php.

Entre os nomes que chamam a atenção nesse domingo está Daniel Adisaka, que é de Ubatuba mas mora em Maresias desde o ano passado, quando passou a integrar a equipe do Instituto Gabriel Medina (IGM). Atual campeão paulista sub16, ele tem a chance de comemorar dois títulos nesse ano, com o bicampeonato em sua faixa etária e ainda a categoria acima, a sub18.

Na sub16, a tarefa não está fácil, com seu companheiro de treino no Instituo, Caio Costa, sendo o favorito, mas na sub18, ele chega no domingo já com o título estadual assegurado e agora busca ser o primeiro do ranking geral, numa disputa particular com o catarinense Uriel Sposaro, atual líder do ranking. Na sub16, Daniel já está na semifinal, enquanto que na sub18 está nas quartas.

Vale lembrar que na 2ª etapa do Circuito, na mesma Maresias, ele foi o grande nome, com a vitória na sub18 e o terceiro lugar na sub16. “Espero repetir o bom desempenho. Estou com boas expectativas, focado, com pranchas boas, confiante e bem treinado. Agora é só colocar os meus treinos do dia a dia na bateria e seja o que Deus quiser”, falou Daniel.

Além da sub18, sub16 e sub14, o domingo também terá a decisão do título por cidades, com São Sebastião e Ubatuba na disputa direta pelo troféu. O time campeão ganhará da Federação Paulista de Surf um prêmio de R$ 2 mil para utilizar em despesas de viagens de competições, enquanto que o vice leva R$ 1 mil.

Vale lembrar que nas outras três categorias do campeonato, os campeões foram conhecidos por antecipação. Sophia Medina faturou o primeiro título da feminina na história; Ryan Kainalo foi o bicampeão da sub12; e o paranaense Anuar Chiah levou na sub10, com Kailani Rennó, de Ubatuba, sendo declarado o campeão estadual.

Neste sábado, Gabriel Ramos, de Ubatuba, garantiu a melhor apresentação, somando 14,65 pontos, de um total de 20 pontos, na sub18. Na mesma faixa etária, Uriel Sposaro também surfou muito bem, com 14,25 pontos. Na sub16, Ryan Kainalo, de Ubatuba, garantiu 13,10; Cauã Gonçalves, de São Sebastião, 12,95; e o catarinense Léo Casal, 12,60.

Nesta categoria, já estão na semifinal: Vinicius Parra, de Santos; Sérgio Luan, Daniel Adisaka e Caio Costa, de São Sebastião, na primeira bateria; Cauã Gonçalves, Chandler Ribeiro, também talentos locais; Ryan Kainalo e Léo Casal, na segunda disputa.

Fora do mar, a Hang Loose também agitou a garotada nas tendas de atividades ao lado do palanque, sob o comando do sempre animado Júlio Ozório, o Bro. São várias atrações para os atletas se divertirem, como ping pong, ginganas e brincadeiras, além de mesa de frutas.

O Hang Loose Surf Attack 2018 tem os patrocínios de Overboard Action Sports Store, Surf Trip, Super Tubes, Hot Water, Kyw e Sthill, com copatrocínios de Rhyno Foam e CT Wax. Apoios da Prefeitura de São Sebastião, Associação de Surf de São Sebastião (ASSS), Associação de Surf de Maresias (ASM), Governo do Estado de São Paulo/Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, com divulgação de Waves e FMA Notícias. Organização da Federação Paulista de Surf.

FMA Notícias

FOTOS DIVULGAÇÃO: MUNIR EL HAGE