Circuito Paulista de Surf Profissional deve ter campeão de outro estado pela quarta vez em 33 edições realizadas

 

VENCEDOR DAS 2 ETAPAS, PARANAENSE PETERSON CRISANTO É O FAVORITO A GARANTIR FAÇANHA NA FINAL EM UBATUBA NOS DIAS 8 E 9 DE OUTUBRO

Publicidade

 

Pela quarta vez em 33 edições realizadas (desde 1980), o Circuito Paulista de Surf Profissional deve ter um campeão de outro estado. O paranaense Peterson Crisanto precisa apenas avançar três baterias na decisão do título, nos dias 8 e 9 de outubro, em Ubatuba, para erguer a taça, sem depender dos rivais. Uma tarefa nada difícil para quem venceu as duas primeiras etapas, dando shows de surf.

O mais tradicional campeonato da modalidade no País, o Maresia Paulista de Surf Profissional chega à sua reta final com seis atletas com chances matemáticas de ser campeão. Disputando a bateria da primeira fase, Peterson já elimina as possibilidades de título do Circuito dos dois paulistas, Wesley Leite e Geovane Ferreira, ambos de Ubatuba.

Passando uma bateria, outros dois concorrentes saem da disputa, Alandreson Martins, baiano de Itacaré radicado em Macaé/RJ, e Raoni Monteiro de Saquarema/RJ. Nesse caso, restará só Jihad Kohdr, conterrâneo de Peterson, com o título tendo como destino a cidade de Matinhos. A vantagem do líder é tão grande, que já ergue a taça ao chegar às quartas-de-final. “Vou manter o foco, treinar, para surfar bem novamente, pensando em vencer”, avisa Urso, como é bem conhecido no surf.

O Maresia Paulista de Surf Profissional define o campeão estadual da temporada, mas é aberto a surfista de todo o país e, inclusive, vale pontos para o ranking Abrasp. A premiação de R$ 30 mil por etapa, com R$ 8 mil ao vencedor, também é outro atrativo para atletas do Sul ao Nordeste – em média 10 estados em cada evento. “Há, ainda, a tradição. Nunca deixamos de realizar o Circuito. E a organização, pensando nos atletas”, reforça o presidente da Federação Paulista de Surf, Silvio da Silva, o Silvério.

O primeiro surfista de outro estado a conseguir essa façanha no Circuito Paulista foi o potiguar Joca Júnior, em 1996. O carioca Simão Romão faturou em 2004 e, recentemente, o baiano Bruno Galini, levou em 2013. Curiosamente, dois campeões paulistas nasceram no Paraná: Maicon Rosa, o melhor de 2000, que viveu em Guarujá, e Thiago Camarão, número 1 no ano passado, desde os seis anos de idade morando em São Sebastião.

Com a definição do título para um atleta de outro estado, a emoção ficará para definir o melhor atleta do Estado no ranking, que será declarado o campeão paulista, assim como aconteceu com Tinguinha Lima, em 96, Beto Fernandes em 2004 e Odirlei Coutinho em 2013.

Nesse caso, a lista é grande, começando com Wesley Leite e Geovane Ferreira, competindo em casa. Pela ordem do ranking também aparecem os guarujaenses Magno Pacheco e Gilmar Silva, novamente o experiente Odirlei Coutinho, Felipe Oliveira, de São Sebastião, Gabriel André, de Guarujá, Arthur Aguiar, de Ubatuba, e Wanderson Silva, mais um guarujaense, fechando os tops 16.

geovane-ferreira-maresia-paulista-pro-maresias-foto-munir-el-hage

INSCRIÇÕES ABERTAS – Além dos R$ 30 mil de premiação, divididos entre os 16 melhores classificados, a etapa conta com a Overboard Expression Session, valendo R$ 1 mil ao autor da manobra mais radical. O público concorre a duas pranchas New Advance, uma para quem estiver na praia e outra para os internautas que acompanham a transmissão ao vivo pelo www.maresia.com.br.

As inscrições já estão abertas e até o domingo (25), são exclusivas para surfistas profissionais filiados à Abrasp. Depois, as vagas remanescentes serão liberadas para competidores amadores, com encerramento no dia 1º. O procedimento deve ser feito pelo e-mail inscricao@fpsurf.com.br, mencionando nome de competição, se é PRO (profissional) ou AMA (amador), estado onde mora e esperar resposta confirmando a participação. A taxa é de R$ 240,00 para surfistas de São Paulo e R$ 230,00, para residentes em outros estados, com o pagamento realizado em dinheiro no local do evento. Todos os detalhes estão disponíveis no site www.fpsurf.com.br.

O Maresia Paulista de Surf Profissional 2016 tem os patrocínios da rede de lojas Overboard, Casio G-Shock, K Energy Drink e pranchas New Advance. Apoio da BeeNoculus. A realização é da Federação Paulista de Surf, com apoios do Governo do Estado de São Paulo/Secretaria da Juventude Esporte e Lazer, prefeituras de Guarujá, São Sebastião e Ubatuba, associações de Surf de Guarujá e de São Sebastião e Ubatuba de Surf, com divulgação de Waves.

 

TODOS OS CAMPEÕES DO CIRCUITO PAULISTA

2015 – Thiago Camarão/São Sebastião

2014 – Wiggolly Dantas/Ubatuba

2013 – Bruno Galini/BA (campeão paulista: Odirlei Coutinho/Ubatuba)

2012 – Ricardo Ferreira/Praia Grande

2011 – Hizunomê Bettero/Ubatuba

2010 – Matheus Toledo/Ubatuba

2009 – Ricardo Ferreira/Praia Grande

2008 – Saulo Júnior/Ubatuba

2007 – Renato Galvão/Ubatuba

2006 – Bruno Moreira/Praia Grande

2005 – Hizunomê Bettero/Ubatuba

2004 – Simão Romão/RJ (campeão paulista: Beto Fernandes/Praia Grande)

2003 – Odirlei Coutinho/Ubatuba

2002 – Renato Galvão/Ubatuba

2000 – Maicon Rosa/Guarujá

1999 – Tadeu Pereira/Ubatuba

1998 – Jair de Oliveira/Santos

1997 – Jair de Oliveira/Santos

1996 – Joca Júnior/RN (campeão paulista: Tinguinha Lima/Guarujá)

1995 – Narciso Oliveira/Ubatuba

1994 – Jair de Oliveira/Santos

1993 – Jojó de Olivença/Guarujá

1992 – Tinguinha Lima/Guarujá

1991 – Renan Rocha/São Paulo

1990 – Douglas Lima/Santos

1989 – Picuruta Salazar/Santos

1988 – Amaro Matos/Guarujá

1987 – Almir Salazar/Santos

1986 – Almir Salazar/Santos

1985/84 – Paulo Rabelo/Guarujá

1983/82 – Almir Salazar/Santos

1981/80 – Almir Salazar/Santos

Galeria de Imagens