Circuito Medina/ASM 2016 terá participação de revelação da Costa Rica

 

NASCIDO NO BRASIL, PIETRO GARROUX DE 8 ANOS MORA NA AMÉRICA CENTRAL E ESTÁ

Publicidade

EMPOLGADO EM COMPETIR EM MARESIAS, NA PRAIA DE UM DE SEUS ÍDOLOS NO SURF

 

O Circuito Medina/ASM 2016 terá nível internacional novamente. Nascido no Brasil e morando na Costa Rica desde os quatro anos de idade, Pietro Garroux aproveitará as férias escolares para competir pela primeira vez em seu país de origem. Ele está inscrito na categoria sub12 na 2ª etapa, nestes sáb
ado e domingo (30 e 31), na Praia de Maresias, junto à Praça do Surf, em São Sebastião.

Aos oito anos, Pietro não esconde a empolgação em poder surfar no campeonato patrocinado pelo campeão mundial de surf em 2014. “Ele está fascinado de ir a Maresias e ter a oportunidade de ver o seu ídolo e o meu também. É sonho transformando-se em realidade”, comenta Marcelo Garroux, pai d
e Pietro.

Pietro Garroux Credito Photonda (2)

A presença do surfista foi intermediada por Rodrigo Saldanha, que iniciou amizade durante uma surftrip para a Costa Rica. “O Rodrigo veio com o seu pai e irmã, nos conhecemos em Playa Negra, virou amizade e durante dez dias surfamos em curtimos juntos. O mais legal é que o Rodrigo faturou o campeonato na categoria Groms e o Pietro na Dolphins”, conta Marcelo.

“Há duas semanas, o Rodrigo mandou mensagem que o Pietro poderia ter a chance de participar do campeonato e ele ficou louco. Ir ao Brasil, surfar na praia do campeão mundial, rever o amigo, correr um campeonato”, afirma o pai. “Vai ser muito legal competir em Maresias, no campeonato do Medina”, reforça Pietro, também fã de Filipe Toledo e do costarriquenho Carlos Muñoz.

A mudança de vida da família Garroux aconteceu depois de três viagens a Costa Rica. Junto com a esposa, Fabiana, Pietro e a filha mais velha, Laura, de 14, escolheram como destino a região de Guanacaste, no Pacífico Norte, próximo às praias de Tamarindo, Avellanas e Negra. “Resolvemos dar uma reviravolta em nossas vidas e escolhemos a região pela vida tranquila, educação bilíngue aos nossos filhos, a qualidade das ondas, a oportunidade de trabalhar com turismo. Enfim, o jeito Pura Vida de viver na Costa Rica nos encantou”, explica Marcelo.

Pietro Garroux (1)

PERUANA – Além de Pietro, a etapa contará com a participação da peruana Arena Rodriguez, de 10 anos, integrante do projeto desenvolvido pela ex-top do WCT, Sofia Mulanovich, em seu país. Vale lembrar que o equatoriano Bruce Mendoza, de 11 anos, competiu na abertura do Circuito, em junho. Depois de ter sua casa destruída por um terremoto, ele ficou hospedado em Guarujá, na casa de Deivid Silva e aproveitou a estadia para ganhar vivência nas disputas brasileiras.

Devido à previsão de um grande swell, entrarão no mar neste sábado somente a sub16 e sub14 masculinas. O evento começa às 8h e as finais das duas categorias serão realizadas das 15h às 15h40. No domingo, a competição recomeça às 8h, com as finais das sub10 e sub12 masculinas e sub12 e sub16 femininas a partir das 13h.

Os campeões gerais da sub16 (masculina e feminina), sub14 e sub12 (ambas na masculina) ganharão passagens aéreas para a Califórnia. Além disso, os quatro primeiros colocados de cada categoria, que sejam de Maresias, serão convidados a integrar a equipe do Instituto Gabriel Medina, além de ganharem pranchas. Nas etapas, são distribuídos troféus e kits.

O Circuito Medina/ASM 2016 tem os patrocínios da Oi, Guaraná Antarctica, B.Blend, Vult Cosmética e Rip Curl, com apoios de Wizard Idiomas, Restaurante Terral, Pousada Tambayba, DB Cópias, Cabianca Surfboards, Federação Paulista de Surf, Associação de Surf de São Sebastião e Somar. Realização da Associação de Surf de Maresias (ASM) e Prefeitura Municipal de São Sebastião, através do Departamento de Esportes Náuticos da Secretaria de Esportes.