Circuito Medina de Surf 2018 começa sábado em Maresias

Caio Costa. Foto Aleko Stergiou

Circuito Medina de Surf 2018 começa neste sábado na Praia de Maresias

Publicidade

‘PORTA DE ENTRADA’ PARA O INSTITUTO GABRIEL MEDINA, CAMPEONATO REÚNE NOVA GERAÇÃO, COM ATÉ 15 ANOS DE IDADE, E TEM TRANSMISSÃO AO VIVO PELA INTERNET

Com previsão de boas e consistentes ondas, começa neste sábado (16) o Circuito Medina de Surf 2018, apresentado por Armarinhos Fernando. Com três etapas, o campeonato é a “porta de entrada” para o atleta ingressar no Instituto Gabriel Medina (IGM) em 2019. A etapa de abertura reunirá 104 atletas, divididos em cinco categorias, com limite de idade de 15 anos e com as disputas feitas em frente à sede do projeto.

O evento começa às 8 horas, com a sub15 masculina. Na sequência, às 10h é a vez da sub13 e depois, 11h30, a sub15 feminina. Todas as baterias terão transmissão ao vivo pela internet, no link www.institutogm10.com.br/ao-vivo/ para quem não puder acompanhar o evento na praia. As finais serão realizadas na manhã de domingo. Outra atração no dia decisivo será a Bateria Onda Azul Wizard Litoral Norte, com surfistas autistas fazendo uma demonstração para o público.

“Estamos aqui super felizes com mais um ano de Circuito. Expectativa grande, altas ondas, inscrições lotadas com surfistas de todo o litoral brasileiro tentando vagas para o IGM”, afirma o diretor técnico do Instituto, Charles Serrano Rodrigues, o Charlão, um dos idealizadores do projeto e treinador de Gabriel Medina. “Sejam todos bem-vindos, que mostrem seus talentos e que ano que vem estejam treinando aqui com a gente. Boa sorte! Tamo Junto!”, ressaltou.

Nomes de ponta do surf de base estão confirmados na competição. Entre eles, alguns campeões paulistas, como Diego Aguiar e Ryan Kainalo, de Ubatuba, e o “prata da casa” Caio Costa, atual líder do Estadual e do Brasileiro e bicampeão no Circuito Medina. Destaque, também, para os catarinenses Luiz Mendes e Lanay Henrique. Do Rio de Janeiro aparecem Rickson Falcão e Diego Templar, enquanto que do Paraná, Anuar Chiah.

Quem também figura na lista dos cotados é Sophia Medina, competindo em casa para defender o título sub13 e, quem sabe, tentar uma dobradinha nas duas categorias em disputa. Outros atletas que chegam bem são os talentos locais Rodrigo Saldanha, Guilherme Fernandes, Gabriel Klaussner, Ryan Coelho, Renan Rodrigues, Fabrício Rocha e Murillo Coura, todos treinando no IGM, assim como Sophia e Caio Costa.

A nova geração ainda terá Kailane Robles, Kalani Robles, Kailane Rennó, Daniel Duarte, João Victor, Matheus Neves e Rayan Fadul, estes dois últimos vindo da Bahia. Os baianos, aliás, também estarão representados por Gabriel Medina. O surfista agora mora em Ubatuba e, coincidentemente, tem o mesmo nome do primeiro brasileiro campeão mundial de surf.

ONDA AZUL – Além das disputas, que prometem ser em alto nível técnico, o evento contará com a Bateria Onda Azul Wizard Litoral Norte, reunindo 11 surfistas autistas. A apresentação será realizada logo após as finais, por volta das 11h30, como demonstração, com o objetivo de promover uma grande integração com o público na praia.

Já na areia, o Instituto Supereco promoverá uma “faxina” para retirar todos os resíduos da praia, tornando o Circuito um evento com gestão integrada de resíduos sólidos. A equipe fará a conscientização do público sobre a importância da gestão de resíduos marinhos e serão colocados recipientes personalizados para lixo reciclável, orgânico e rejeitos.

O Circuito Medina de Surf 2018 é apresentado por Armarinhos Fernando e é uma realização do Instituto Gabriel Medina, com apoios de Vult Cosmética, Pousada Tambayba, Rip Curl e Wizard Litoral Norte, supervisão da Federação Paulista de Surf e colaboração da Associação de Surf de Maresias e Prefeitura Municipal de São Sebastião, através do Departamento de Esportes Náuticos da Secretaria de Esportes.

FOTOS: ALEKO STERGIOU