‘Caveirinha’ compete com chances de faturar 2 títulos na Hang Loose Surf Attack 2016

 

 

Publicidade

Com chances de comemorar dois títulos paulistas numa mesma temporada, o sebastianense Caio Costa demonstra muita confiança para competir sábado e domingo (5 e 6), na Praia de Itamambuca, em Ubatuba, na decisão do Hang Loose Surf Attack 2016. Ele é o líder da sua categoria, a estreante (até 12 anos), e também da faixa etária acima, a iniciante (limite de 14 anos), e a meta é repetir as boas atuações das três etapas anteriores

“Vou para cima, pensando em ganhar os dois títulos. Surfar para ganhar”, avisa o surfista de 12 anos, que mora e treina em Maresias, a mesma praia de Gabriel Medina e outros talentos, como os irmãos Miguel e Samuel Pupo, todos que iniciaram as carreiras garantindo títulos no Hang Loose Surf Attack nas categorias de base. “Esse campeonato é muito importante e estou bem confiante em surfar bem em Itamambuca. Gosto da onda de lá. Já fiz final”, diz.

caio-costa-hang-loose-surf-attack-guaruja-foto-munir-el-hage

Na estreante, a situação é mais cômoda, com duas vitórias e um segundo lugar. Seu principal rival é Rodrigo Saldanha, que também defende São Sebastião. Já na iniciante, a disputa será mais acirrada. Ele é o único surfista que chegou nas três finais, somando um segundo, um terceiro e um quarto lugares.

Mas está matematicamente empatado com Eduardo Motta, de Guarujá, campeão paulista mirim em 2015 e que vem de duas primeiras colocações. “Não vai ser fácil, o Eduardo Motta tem mais experiência e surfa muito, mas estou determinado”, avisa “Caveirinha”, como é mais conhecido, com o apelido herdado do pai, Paulo Cesar dos Santos Lima.

O principal campeonato nas categorias de base no País foi criado em 1988 e desde 1995 tem o patrocínio da Hang Loose. São cinco categorias em ação e além da iniciante e estreante, o Circuito conta com a júnior (no máximo 18 anos), mirim (sub16) e a petit (10 anos para baixo). Somente esta última já tem seu campeão definido, com Ryan Kainalo, representante de Ubatuba, sendo o bicampeão por antecipação.

caio-costa-hang-loose-surf-attack-foto-munir-el-hage

Há, ainda, a disputa por Cidades, com os atletas somando pontos para as suas equipes. Na areia, o evento conta com várias atrações nas tendas montadas ao lado do palanque, com muita diversão aos atletas, como ping pong, pebolim, gincanas e brincadeiras, além da distribuição de frutas.

O Hang Loose Surf Attack tem a organização da Federação Paulista de Surf, com patrocínios de Overboard Action Sports Store, Hot Water, Super Tubes, Surftrip, Sthill Wet Land e Sunpeak Surf. Apoios de Rhyno Foam, CT Wax, Waves, FMA Notícias, DFS Gol Business e Governo do Estado de São Paulo. Colaboração das prefeituras de Santos, Guarujá, São Sebastião e Ubatuba, Associação Santos de Surf, Associação de Surf de Guarujá, Associação de Surf de São Sebastião e Associação Ubatuba de Surf.

Fábio Maradei – FMA Notícias