Categoria sub12 abre as disputas do Hang Loose Surf Attack

Categoria sub12 abre as disputas do Hang Loose Surf Attack nesta sexta-feira

TRADICIONAL CIRCUITO DE BASE TEM A 3ª ETAPA NA PRAIA DO TOMBO, EM GUARUJÁ

Publicidade

A categoria sub12 abre as disputas da 3ª etapa do Hang Loose Surf Attack, nesta sexta-feira (28), na Praia do Tombo, em Guarujá. A competição com mais de 230 surfistas, inclusive de outros estados, como Santa Catarina, Paraná, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Rio Grande do Norte e Bahia, terá três dias, com as finais no domingo, a partir do meio-dia.

Todas as baterias serão transmitidas ao vivo pela internet, pelos sites da Federação Paulista de Surf e da Hang Loose. Ainda na sexta-feira, estão convocados os atletas da sub10, sub14 e da feminina sub16. Os mais velhos da sub16 e da sub18 entram no mar só no sábado, mas a organização avisa que o cronograma pode ser alterado.

No primeiro dia do evento, algumas disputas importantes, duas delas podendo encaminhar novos campeões de 2018, na sub12 e na feminina. Para os atletas com até 12 anos de idade, Ryan Kainalo, de Ubatuba, chega com duas vitórias e estreia no round 2. Se voltar a vencer garante o título (o quarto seguido no Hang Loose). Seu rival é Murillo Coura, de São Sebastião, segundo colocado nas duas etapas deste ano.

Entre as meninas, a situação é igual, com Sophia Medina, de São Sebastião, que pode comemorar o inédito título da categoria criada este ano. Seu famoso irmão, Gabriel Medina, também foi campeão no circuito quando iniciava sua trajetória, e assim como foi com ele quando menino, ela estará acompanhada pelo pai, Charles Saldanha Rodrigues, o Charlão. Sua adversária é Pamella Mel, que hoje mora em SC, e também ficou com a segunda posição nos dois eventos realizados.

EM CASA – Junto às disputas individuais, o Hang Loose Surf Attack define a cidade vencedora e Guarujá não quer deixar escapar a vantagem de competir em casa. Entre os nomes da equipe estão Luan Hanada, Júnior Siqueira, Pedro Pupo, Luiz Juquinha, Samuel Alves, Guilherme Jesus, Yuri Beltrão, Ryan Araújo, Cauê Santiago, Gabriel Blasques, Caio Mariano, Everton Freitas, John Muller e também as meninas Gabrielle Muntaner, Sarah Geminiani e a pequena Carol Bastides, que também se aventura entre os meninos da sub10.

O circuito é o mais tradicional do País nas categorias de base e define os campeões paulistas da temporada. Começou a ser realizado em 1988 e desde 1995 passou a contar com o patrocínio da Hang Loose, do empresário Álfio Lagnado, sem dúvida um dos maiores incentivadores do surf brasileiro. Junto com Medina, a galeria de campeões conta com nomes conhecidos como o também campeão mundial Adriano de Souza e o atual líder do WCT, Fillipe Toledo.

Nos três dias de evento, a competição tem início às 8 horas. As baterias e cronograma completo estão disponíveis no site www.fpsurf.com.br. Além das disputas de alto nível nas ondas, o evento conta com várias brincadeiras na areia, como gincanas ecológicas, cabo-de-guerra, ping pong e pebolim, para a garotada se divertir nos intervalos das baterias.

O Hang Loose Surf Attack 2018 tem os patrocínios de Overboard Action Sports Store, Surf Trip, Super Tubes, Hot Water, Kyw e Sthill, com copatrocínios de Rhyno Foam e CT Wax. Apoios da Prefeitura de Guarujá, Associação de Surf de Guarujá (ASG), Governo do Estado de São Paulo/Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, com divulgação de Waves e FMA Notícias. Organização da Federação Paulista de Surf.

FMA Notícias

FOTOS DIVULGAÇÃO: MUNIR EL HAGE