Campeonato Santos de Surf abre “janela” de espera

Vinicius Parra. Foto Ivan_Storti

Campeonato Santos de Surf abre “janela” de espera por ondas boas no próximo dia 25

Publicidade

Como vem acontecendo nos últimos anos, a Associação Santos de Surf (ASS) está mantendo o foco para a revelação e formação de novos talentos da modalidade na Cidade. O Campeonato Santos de Surf será realizado nas categorias de base (limite de 18 anos), com as disputas no Quebra-Mar, na Praia do José Menino, junto ao Parque Municipal Roberto Mario Santini.

O evento realizado via Promifae, o Programa Municipal de Incentivo Fiscal de Apoio ao Esporte, da Secretaria Municipal de Esportes (Semes), terá um dia de realização, na data que oferecer as melhores condições do mar. A “janela” de espera por ondas boas abre no próximo dia 25 e segue até o dia 5 de julho, com a organização monitorando a chegada de cada swell para definir o dia das disputas.

As inscrições já estão abertas e nesta primeira semana (até sexta-feira, 8) são exclusivas para surfistas residentes ou radicados em Santos e que estiverem em dia com a taxa de filiação ASS. Os interessados devem comparecer ao Centro de Treinamento Municipal Santos de Surf, no Quebra-Mar, das 15 às 17h com técnico Pedro Souza, sendo que cada competidor filiado pode se inscrever, gratuitamente, em uma única categoria e de acordo com sua idade.

Em ação a petit (10 anos para baixo), a estreante (sub12), a iniciante (no máximo 14 anos), a mirim (até 16 anos), a júnior e a feminina (ambas com limite de 18 anos). As vagas remanescentes serão preenchidas por indicações de associações de surf da região.

“Nossa proposta é fomentar o trabalho de base que a Associação já vem desenvolvendo nos últimos anos e o Campeonato tem grande importância, até para formarmos nosso time para o Circuito Paulista. Temos a parceria com a Semes para continuar revelando e formando atletas”, afirma o presidente da ASS, Reginaldo Ferreira Lima Filho, o Naldo.

O vice-presidente da ASS e diretor técnico do campeonato, Mauro Rabellé, também destaca a relevância do evento “em casa” para os atletas se prepararem. “O objetivo é preparar nossos surfistas para o futuro, para as principais competições, e com o nosso evento temos a chance de realizar testes na prática, fazer intercâmbios com outros atletas. Como temos a possibilidade de definir o dia conforme a previsão das ondas, esperamos realizar a competição como foi nos últimos anos, com excelentes condições para que todos possam mostrar o que tem de melhor, o que estão aprendendo e evoluindo”, comenta.

Em 2017, Vinicius Parra novamente ergueu uma taça de campeão santista, como vem fazendo nas últimas temporadas, desta vez na júnior, sendo o vice na mirim. Vinicius Ponchet, por sua vez, invertou os resultados com o título da sub16 e o vice na sub18. Na iniciante, o primeiro lugar ficou com Yuri Beltrão, enquanto que na estreante, o caneco foi para Roberto Alves (também vice na acima, a sub14).

Ryan Araújo, de Guarujá, terminou o ano em primeiro na petit e o melhor santista foi Vitor Prado, em terceiro. Já entre as meninas, mais um título para a família Parra e, novamente, Isadora a campeã.

O Santos de Surf tem os patrocínios de Savannah Steak House e Mavimar, via Promifae, o Programa Municipal de Incentivo Fiscal de Apoio ao Esporte, da Secretaria Municipal de Esportes (Semes). Realização da Prefeitura de Santos, com organização da Associação Santos de Surf.

FOTOS DIVULGAÇÃO DE VINICIUS PARRA, VINICIUS PONCHET, ROBERTO ALVES E ISADORA PARRA: IVAN STORTI

FMA Notícias