Camburi define Surf Trip SP Contest

cartaz da competição. foto divulgação

A etapa decisiva do circuito Surf Trip SP Contest desembarca nos próximos dias 19 e 20 de novembro, na praia de Camburi, em São Sebastião, litoral Norte de São Paulo, considerado um dos melhores picos do estado.

Publicidade

Exclusivo para moradores da Grande São Paulo e capital, o campeonato tem disputa nas categorias Open, Master, Grand Master, Longboard, Junior, Sup Wave e Feminino. Inscrições estão abertas e custam R$ 120,00.

Para participar, o surfista deve fazer seu cadastro no site www.spcontest.com.br e efetuar o depósito na conta corrente da Event Tools Promoções e Eventos LTDA. (CNPJ: 04.954.136/0001.91, Banco Bradesco, agência 2451 e conta 10336-5). Feito o depósito, envie o comprovante para eventtools@hotmail.com . Inscrições serão validadas e confirmadas após o pagamento.

Sem realizar etapas no local há mais de 10 anos, a expectativa é grande pelo retorno à praia de Camburi. “Uma das prioridades no ano foi a qualidade das ondas. E este é um fator inegável quando falamos desse tradicional reduto do surf paulista. É importante destacar a parceria com a ASCAM, que não mediu esforços para ter a etapa em seu quintal”, diz Dadá Nascimento, organizador e idealizador do circuito.

Na primeira etapa, o pentacampeão do circuito, Eduardo Maia quebrou um jejum de três anos e faturou o confronto em Maresias, também em São Sebastião. Na segunda posição ficou Renan Castro, com Fabiano Lion em terceiro e Marcio Seiji, o Binho, em quarto lugar.

Na Júnior, Thiago Meneses levou mais uma em busca do tetracampeonato. Atual defensor do título Open, Pedro Regatieri levou a melhor na Master. Fabio Amicci venceu no Longboard, enquanto Alana Pacelli foi a melhor no feminino. Após um acirrado duelo, Felippe Gaspar garantiu a vitória no SUP. Na Grand Master, Clóvis Magalhães saiu da água campeão.

O Surf Trip SP Contest tem patrocínio oficial da rede de lojas Surf Trip. Apoio:  Quiksilver, Hang Loose, Rusty, Volcom, Hurley, Freesurf, New Era, Billabong, MCD, Lost, HD, O’Neill, Kenner, Tropical Brasil, G-Shock, Associação de Surf de São Sebastião, Associação de Surf de Camburi (ASCAM) e Prefeitura Municipal de São Sebastião. Realização: Associação de Surf da Grande São Paulo e Federação Paulista de Surf.

Ranking e resultado da primeira etapa

Open

1 – Eduardo Maia – 1000 pontos

2 – Renan Castro – 900 pontos

3 – Fabiano Lion – 810 pontos

4 – Marcio Seiji – 729 pontos

Master

1 – Pedro Regatieri – 1000 pontos

2 – José Guilherme – 900 pontos

3 – Pedro Oliveira – 810 pontos

4 – Marco Tuba – 729 pontos

Grand Master

1 – Clovis Magalhães – 1000 pontos

2 – Taciano Parri – 900 pontos

3 – Alexandre Morse – 810 pontos

4 – Claudemir Marti – 729 pontos

Longboard

1 – Fabio Amicci – 1000 pontos

2 – Michel Asfo – 900 pontos

3 – Leo Paioli – 810 pontos

4 – Fabio Bacalhau – 729 pontos

Junior

1 – Thiago Meneses – 1000 pontos

2 – Felippe Gaspar – 900 pontos

3 – Phelippe Neves – 810 pontos

4 – Ian Melo – 729 pontos

SUP

1 – Felippe Gaspar – 1000 pontos

2 – Roger Marques – 900 pontos

3 – Alex Durand – 810 pontos

4 – Paulo Giachetti – 729 pontos

Feminino

1 – Alana Pacelli – 1000 pontos

2 – Luara Diamante – 900 pontos

3 – Natália Silva – 810 pontos

4 – Yohana Sarandini – 729 pontos