Backfish Pro Júnior 2016

Nossolar Construtora apresenta Backfish Pro Júnior 2016

O título brasileiro de surf pro-júnior terá uma importante disputa em Peruíbe, no litoral sul de SP. O Nossolar Construtora apresenta Backfish Pro Júnior 2016 está confirmado para os dias 15 e 16 de outubro, na Praia do Guaraú. A competição reunirá 96 surfistas de todo o país com até 20 anos de idade, oferecendo R$ 15 mil de premiação para os melhores colocados, além de uma moto ao vencedor, quatro pranchas, blocos, skates, troféus e kits aos primeiros colocados.

Publicidade

A organização é do ex-atleta Thiago Polegar e da bióloga e surfista profissional, Larissa Florêncio, e o objetivo é que o evento se torne um marco na categoria. “O objetivo é incentivar os surfistas da nova geração, com uma infraestrutura diferenciada. Buscamos inovação e integração social em um só evento”, afirma Larissa.

Já Polegar analisa que a notícia da inclusão do surf como modalidade olímpica aumentou vontade de dar continuidade aos trabalhos para propiciar a criação de novos talentos e possíveis representantes do Brasil nos próximos Jogos Olímpicos, em Tóquio.

Junto ao surf, o Nossolar Construtora apresenta Backfish Pro Júnior 2016 contará com várias atividades para entretenimento do público, como quadra de futebol de areia, vôlei de praia, mini ramp de skate, slackline, cama elástica, gincanas. “Também teremos a festa oficial do evento no dia 15 à noite. Outra atração será a etapa do Paulista de Vôlei de Praia na mesma arena, envolvendo vários esportes de praia”, diz Thiago.

As inscrições serão abertas na próxima segunda-feira (19), diretamente pelo site oficial do evento, o backfish.projuniordesurf.com.br, que também fará a transmissão ao vivo das disputas. A taxa é de R$ 160,00. O limite de idade para quem quiser competir é de 19 anos completos até 31 de dezembro de 2015 (nascidos até 1996), não podendo, em hipótese alguma, fazer 21 anos durante a temporada. Maiores informações sobre o evento podem ser obtidas na fanpage facebook.com/backfishprojunior2016 e o instagram.com/backfisch_projr.

O Brasil tem tradição na categoria pro-júnior com sete títulos mundiais em 17 edições realizadas. Faturou em 2000, com Pedro Henrique (que hoje compete por Portugal); em 2003, com Adriano de Souza, o atual campeão da WSL; em 2004 e 2007 com Pablo Paulino; em 2011 com Caio Ibelli; e 2013 com Gabriel Medina; além de ter o atual campeão mundial, Lucas Silveira. No Sul-Americano também há o domínio brasileiro, com Deivid Silva o melhor no ano passado e na disputa realizada nesta temporada no Peru, vitória de Wesley Dantas, sobre Matheus Herdy, e Kim Matheus na terceira posição.