2ª etapa do Hang Loose Surf Attack com atletas de nove Estados na disputa

Wallace Vasco, Hang Loose Surf Attack Tombo, Guarujá. Foto Munir El Hage

2ª etapa do Hang Loose Surf Attack em São Sebastião terá lotação máxima com representantes de 9 estados e até mesmo da Argentina

Publicidade

COMPETIÇÃO ESTÁ CONFIRMADA PARA 27 A 29 DESTE MÊS NA PRAIA DE MARESIAS

A 2ª etapa do Hang Loose Surf Attack 2018 está lotada. A competição será disputada de sexta-feira a domingo (27 a 29), na Praia de Maresias, em São Sebastião, contando com 236 inscritos, incluindo representantes de outros oito estados e até mesmo um surfista da Argentina, Jeronimo Larreta. Eles estarão divididos em seis categorias, da sub10 a sub18, e também a feminina sub16, novidade no Circuito.

Assim como na etapa inicial, a ampliação do número de vagas este ano confirmou o sucesso do evento. “Tivemos quase 300 solicitações de inscrições. Isso mostra a força do surf aqui no Estado de São Paulo e é resultado do trabalho que as associações locais fazem em suas cidades”, destaca o diretor de prova do Hang Loose Surf Attack, Marcos Bukão, que também comanda a área técnica dos campeonatos realizados pela ISA – International Surfing Association e Confederação Brasileira de Surf.

No total, o Hang Loose Surf Attack terá quatro etapas, valendo os três melhores resultados de cada atleta. Por isso, as disputas pelos títulos ainda estão totalmente abertas, garantindo competições acirradas. Entre os exemplos está o catarinense Wallace Vasco, um dos grandes destaques do Circuito em 2017, sendo dono do título sub18 e o segundo colocado na sub16.

Neste ano, ele sofreu lesão enquanto treinava minutos antes do início da abertura do Circuito, em Ubatuba, ficando fora do evento. Saiu carregado do mar, teve quatro fraturas no pé e no tornozelo, resultando em dois meses sem surfar. Retornou aos treinos há uma semana e está confirmado tanto na sub18 quanto na sub16. “Ainda não estou 100%, ainda sinto algumas dores, mas já dá para voltar nas competições, ainda mais que o Paulista é um dos melhores campeonatos do Brasil para mim”, afirma.

“Foi tudo muito rápido. Estava muito confiante para o evento, mandei um aéreo full rotation na empolgação e, na hora de voltar, caí numa parte difícil da onda. Minha prancha trincou e meu pé de trás torceu”, lembra Wallace, citando que o mais difícil foi lidar com o fator psicológico. “Dois dias depois do Hang Loose eu ia para a Indonésia, numa trip com o Adriano de Souza e o Yago Dora. Serviu como aprendizado, para voltar com mais sabedoria”, conta.

O surfista sabe que ainda está fora de ritmo, não quer se cobrar tanto por resultados, mas não descarta ir bem para estar na briga pelos títulos no final da temporada. “Pretendo ir sem pressão. Para mim, o ano está começando agora. Qualquer colocação vai ser glória. Mas certeza, vou estar focado, e espero fazer ótimo resultado para estar entre os melhores e disputar o título”, ressalta.

A 2ª etapa do Hang Loose Surf Attack tem início na sexta-feira, às 8 horas, com a sub18. Na sequência, às 10h uma nova rodada da mesma categoria e depois, às 12h entram no mar os surfistas da sub16. O primeiro dia ainda terá mais duas fases dessas duas categorias. As finais serão realizadas no domingo, a partir das 13h. Todas as disputas terão transmissão ao vivo pela internet, no link http://www.fpsurf.com.br/eventos/18/hla/hla01/aovivo3.php.

O Hang Loose Surf Attack 2018 tem os patrocínios de Overboard Action Sports Store, Surf Trip, Super Tubes, Hot Water, Kyw e Sthill, com copatrocínios de Rhyno Foam e CT Wax. Apoios da Prefeitura de São Sebastião, Associação de Surf de São Sebastião, Governo do Estado de São Paulo/Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude, com divulgação de Waves e FMA Notícias. Organização da Federação Paulista de Surf.

 

FOTOS DIVULGAÇÃO DE WALLACE VASCO: MUNIR EL HAGE

FMA Notícias