VI Edição do Disurfe marca confraternização da mídia especializada pernambucana

 Sexta edição do Disurfe. Foto Brenda Alcântara/ Folha PE

VI edição do Disurfe

No sábado, 09/12, logo cedo os juízes Pedro Lima e Roberto Bade da Federação Pernambucana de Surfe já estavam prontos na praia checando as condições para botarem no mar as três baterias classificatórias que formaram as semi-finais.

Publicidade

Com o desfalque do favorito Fábio Guerra, líder do ranking que conquistou esse favoritismo vencendo quatro das seis edições do Disurfe, que não pode competir por lesão, os olhares atentos caíram sobre os cabeças de chave Bobby Fabisak que defendia o título, Diego Nigro e Alexandre Gondim.

Ao longo de todo o campeonato, além de julgar as performances dos competidores, os juízes também observavam as “vacas” (quedas) mais espetáculares para premiar a melhor, ou seria a pior?

A decisão do VI Disurfe ficou entre Arthur de Souza, Diego Nigro, Bobby Fabisak e Alexandre Gondim, que fizeram a bateria final.

Apesar do mar não ajudar pela pequenas ondas sem formação, a disputa entre os quatros surfistas e fotojornalistas foi grande.

Nigro escolheu a estrategia de pegar várias ondas e foi liderando a final até Arhtur, que estava mais seletivo na escolha, virar o resultado em sua ultima onda . Bobby não consegui repetir o bom desempenho da primeira fase e eu (Gondim) ” Tentei pegar a maior onda que me veio, mas virei muito em baixo e isso resultou em uma belíssima embicada que pensei ter quebrado minha prancha ao meio! Mas nada de mal aconteceu e de quebra levei para casa uma das duas premiações”, Festejei!

No fim… Confirmamos o sentimento e a energia positiva que o surfe em família e junto com os amigos proporciona, compartilhamos a natureza e o poder de deslizar sobre uma das mais fortes e divina criação: as ondas. Este é o motivo e o verdadeiro sentido de nós confraternizarmos: ALOHA !!!!!

Nossos mais sinceros agradecimentos ao apoio da Rota do Mar na estrutura do VI Disurfe, agradecemos também o vale desconto oferecido pela Real Magia Surfboards, ao livro autografado que Carlos Burle ofertou e ao suporte dos juízes da Federação de Surfe de Pernambuco.

Fotos Brenda Alcântara/ Folha PE

Por Alexandre Gondim

 

Galeria de Imagens