Daniel Templar compete no CBSurf Júnior

Daniel Templar compete pelo Rio de Janeiro no CBSurf Júnior Tour na Bahia com título brasileiro Sub-16 e busca em Itacaré vencer na Sub-18 do CBSurf Júnior Tour e a seguir pode enfrentar bicampeão mundial Gabriel Medina no CT de Saquarema                                                                                                                                                                                                                                                              Daniel Templar é um dos jovens integrantes da seleção de surf do Rio de Janeiro no Damasco e Backfish apresentam CBSurf Júnior Tour nas ondas da Praia da Tiririca, Itacaré, Bahia, de 14 a 16 deste mês, evento que abre às disputas Sub 14, Sub 16 e Sub 18 da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), nas duas últimas categorias somando pontos ao Mundial Júnior tanto no masculino quanto no feminino.

Expoente da sua geração e um “jovem veterano” no Júnior Tour, Templar, campeão Sub16 brasileiro 2017, agora quer largar a frente na Sub 18 nacional e garantir 1000 pontos para si e seu estado, chegando à Itacaré embalado pela classificação, através da Associação de Surf de Saquarema, para disputar, dia 19, outro evento, a triagem nacional por vaga na etapa no Brasil do circuito de elite mundial.

Publicidade

No evento, após competir esta semana no circuito de base da Confederação Brasileira de Surf em Itacaré, Templar vai ter entre adversários o baiano Bino Lopes, vice-campeão absoluto (profissional sem limite de idade) da CBsurf em 2018, ambos assim candidatos a encarar na etapa em casa, o bicampeão mundial Gabriel Medina, um dos brasileiros bem cotados para garantir ida às Olimpíadas  de Tóquio 2020 através do ranking da liga mundial.

Mas na bela Tiririca, quem garante o nome da família nas baterias é a irmã caçula de Gabriel Medina, Sophia, escalada por São Paulo na Sub 16 e Sub 18 Feminina do Damasco e Backfish apresentam CBSurf Júnior Tour, de alto nível garantido para quem quer ser do Brasil no Mundial Júnior da International Surfing Association (ISA), de igual formato de seleções e disputas Sub 18 e 16 masculinas e femininas do evento de base da CBSurf que começa na paradisíaca Praia da Tiririca, e ainda tem a Sub 14, a de entrada no circuito e por isso chamada de “Iniciante”.

Santa Catarina campeã

De sexta a domingo, são candidatos a pódio e integrarem a mais nova seleção de surf do Brasil nomes como do cearense Thiago Eduardo, dos potiguares Lucas Vicente Silva e Kayan Medeiros, os paulistas Daniel Adisaka e Caio Costa, os paraibanos Felipe Alves e Gustavo Henrique, e baianos como Kayke Araújo e Davi Mendes, este que ano passado começou a temporada vencendo a Mirim (Sub 16) que Templar faturara na temporada 2017.

Além deles, muitos devem se destacar como, por exemplo, na Sub 18 e na Sub 16 o atual campeão nacional Sub 14 Heitor Mueller; e seus conterrâneos Leo Casal e Luiz Mendes, que representando a atual campeã Santa Catarina 2018 foram respectivamente vice nelas, Júnior e Mirim nacional, nas quais cada estado pode pontuar com dois atletas no masculino e alcançar até 1860 pontos se fizer a melhor dobradinha no pódio nas duas, enquanto nas demais 1000 pontos é o máximo que cada estado soma, além de até 100 pontos na cerimônia inaugural se as delegações perfilarem com bandeira e uniforme, ocasião em que a bandeira do Brasil é hasteada ao som do hino nacional.

Reiginaldo Ferreira, presidente da Federação Catarinense (Fecasurf), festejou recentemente a confirmação da ida de selecionado a altura da defesa do título e busca do hepta campeonato, o que manteria a hegemonia de Santa Catarina nas duas recentes temporadas.

O Damasco e Backfish apresentam CBSurf Júnior Tour l será fundamental para quem almeja ser do Brasil no Mundial Júnior da International Surfing Association (ISA), que usa o mesmo formato de seleções e disputas masculinas Sub 18 e 16 masculinas e femininas do evento da CBSurf que começa nesta sexta-feira na paradisíaca Praia da Tiririca.

O Damasco e Backfish apresentam CBSurf Júnior Tour em Itacaré, Bahia, tem patrocínio Prefeitura Municipal de Itacaré, realização Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) com Associação de Surf de Itacaré (ASI), esta com supervisão e autorização Federação Baiana de Surf.

No apoio ao evento figuram as Pousadas: Villa do Dengo, Terra Boa Hotel Boutique, Larcobaleno, Villa N’kara, Villa dos Pássaros, Pousada Shangrilá, Pousada Atlântica, Puerto Escondido, Pousada Pico das Praias, Pousada e Sítio Paraíso, Pousada da Paz, Pousada Porto dos Casais.

Restaurantes: Tia Deth, Manga Rosa, Mediterrâneo, Recanto das Artes, Senzala, Flor do Cacau, A Brasileira, Espaço Brasil, Tio Gu Creperia, Cantina di Itália, Bigoru Churrasco, Panela de Barro, Pizza do Turco. Parceiros de comunicação Myller Comunicação Visual, Informativo Amo Itacaré, Itacaré FM (Programa Atitude Positiva), sites: vcnaonda.com, Itacaré.com, surfbahia.com.br, com a transmissão on line sendo acessada pelo www.cbsurf.com.br nos três dias.

Ranking brasileiro de Seleções 2018

Campeão Santa Catarina 4000 pts

Vice São Paulo 3510

3° Paraíba 2858

4° Rio Grande do Norte 2785

5º Rio de Janeiro 2587

6º Bahia 2499

7º Ceará 2321

8º Pernambuco 1685

9º Espírito Santo 1247

10º Paraná 531

11º Alagoas 430

11º Sergipe 430

13º Pará 348

Sub 18

1° Mateus Sena RN 2629 Campeão 2018

2° Leo Casal SC 2439

3° Leonardo Barcelos SC 2241

4° Felipe Alves PB 1938

Sub 16

1° Mateus Sena RN 2900 pts Campeão 2018

2° Luiz Mendes SC 2160

3° Heitor Mueller SC 2087

4° Kauã Hanson PB 1992

Sub 14

1° Heitor Mueller SC 2800 pts Campeão 2018

2° Caio Costa SP 2466

3° Rodrigo Saldanha SP 1911

4°Leo Casal SC 1729

Feminino Sub 18

1ª Julia Duarte RJ 2810 pts Campeã Brasileira 2018

2ª Tainá Hinckel 2656

3ª Isabela Saldanha SP 2358

4ª Manu Pacheco SC 1815

Feminino Sub 16

1ª Tainá Hinckel SC 2810 Campeã Brasileira 2018

2ª Isabela Saldanha SP 2710

3ª Júlia Duarte RJ 2629

4ª Ana Luiza Romão SC 2160                                                                                                                                                                                                                          POR CHICO PADILHA