BA, PE, PB E SC vencem no CBSurf Master

Robson Bastos teve a primazia de garantir, no inédito CBSurf Master em Sauípe, vitória da Bahia

No “Trip apresenta I Sauípe CBSurf Master”, o domingo final da etapa dois  Brasileiro Master da Confederação Brasileira de Surf foi com quatro estados diferentes vencendo sendo o último deles a Bahia que faturou a máster com Robson Bastos, de Salvador, para tanto desbancando com uma onda 9,6 pontos Saulo Carvalho, paraibano que vinha de vitória e permaneceu líder com o vice título na final que a anfitriã Bahia teve trio, com o ilheense Wilson Nora em terceiro e Dalmo Meireles, de Morro de são Paulo, em quarto, todos eles batidos pelos 15,10 de média do campeão vindo da praia do Barravento em Salvador.

Publicidade

“Agradecer aos irmãos que me deram apoio como Juninho e Clayton Reis, primeiramente a Deus e a todos que me apoiaram, parabéns pelo evento, obrigado, Deus abençoe” declarou Robson Santos que estreou na temporada nessa segunda etapa de quatro previstas.

Transmissão SurfCore

Na Grand Kahuna, Cláudio Marroquim surfou com uma prancha feita em Pernambuco e por ele mesmo, para alcançar média 16 pontos e superar o cearense e ainda líder Cardoso Júnior, vice no Sauípe onde Paulo Falcon e Adalvo Argolo, foram terceiro e quartos na decisão que teve vitória com média recorde das quatro decisões.

“Vim determinado a não ‘boiar´…se bem que tem altas ondas. Agradeço a CBSurf por dar essa ´sobrevida´ em nossas carreiras”, disse, logo após vencer, Cláudio Marroquim que em 1987 foi terceiro colocado no primeiro evento de um circuito profissional brasileiro e tinha essa mesma colocação na Kahuna do CBSurf Master este ano em que subiu a vice.

Na Kahuna, o fato de, pela manhã ter obtido a melhor nota (9,65) e média (18,15) de todo evento, não impediu que o paraibano Fábio Gouveia de coadjuvar o catarinense invicto Roni Ronaldo e o defensor do título e bom baiano Jojó de Olivença, autores de 14,15 e 12,75 pontos, para serem respectivamente campeão e vice entre os com mais de 45 anos na final em Sergio Noronha, do Rio de Janeiro, foi o quarto no pódio.

“Agradecer a Deus está aqui com saúde, fazer uma final dessa, levar para meu estado (Santa Catarina) isso aí só o surfe pode nos proporcionar, Obrigado a todos da Bahia, organização, fiquem com Deus !” disse Roni Ronaldo que ao ser lembrado de que vai brigar pelo título concluiu” Com certeza! Brigar pelo título nacional e pela vaga ao ISA Mundial Master com muito orgulho pelo Brasil.”

Única final em que o então líder e o vice participaram, a Grand Master foi também a única em que as posições no topo se inverteram e por maior margem graças a virada do campeão no Sauípe e novo líder Otávio Lima, da Paraíba, que desbancou da ponta na final o alagoano vice Fred Vilela e da liderança do ranking ao também paraibano Paulo Germano, quarto tendo o duplamente finalista Jojó de Olivença logo a frente em terceiro.

“Eu passei quatro, cinco anos sem vestir uma lycra (camisa de competição) foi a pior fase da minha vida hérnia de disco, sobrepeso e hoje pode estar aqui com amigos da minha cidade e conseguir ganhar o campeonato de mais. A notícia do surfe na olimpíada é outra coisa relevante e parabenizar a CBSurf  pelo evento eu já tinha dado por perdida a final mais no final foi abençoado com aquela onda” declarou Otávio Lima.

O potencial das ondas e o clima festivo e hospitaleiro do Sauípe coroou, literalmente, o “Trip apresenta I Sauípe CBSurf Master” em que Roni Ronaldo, após ressaltar o prazer em representar ao Brasil no Mundial Master,  recebeu no pódio, além da premiação de campeão, uma coroa das mais ecológicas, feita da mais verde palha de coqueiros do Sauípe.

O presidente da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf) Adalvo Argolo, fez questão de ressaltar o Sauípe, como destino perfeito para o CBSurf Master 2016  que dentro e fora do mar CBSurf Master 2016 qualidade técnica, competitividade, experiência e muita superação, sendo a maior delas, entre atletas, do soteropolitano Robson Santos que além da festejada vitória máster ainda chegou próximo de igualar a onda quase perfeita que o carismático ícone Fábio Gouveia fez rumo a maior média do evento encerrado com a certeza de que todos os envolvidos querem uma nova edição em clima de renovada confraternização.

Trip apresenta I Sauípe CBSurf Master 2016, segunda etapa do Brasileiro da Confederação Brasileira de Surf nas categorias Master, Grand Master, Kahuna e Grand Kahuna , além de pranchas, troféus e brindes, rateou R$ 15.000(Quinze mil reais), dias 20 e 21 de Agosto sendo patrocínio Trip, Costa do Sauípe- um dos melhores destinos de férias, e Loja & pranchas Dynamic Stile, realização ABSM, Federação Baiana de Surf e Confederação Brasileira de Surf com apoio Tomahawk Clothing, Cerveja Corona, Ávida Boards, Skyf, Expans, Grou Turismo, Ruberstick, Centerglass, Fibertex, Loja Billabong Costa do Sauípe, pranchas Blue Coast, blocos Teccel e The dog father com a transmissão pelo Surfcore Sistem sido via http://www.surfbahia.com.br/evento/,

Master

1º Robson Bastos BA 15,10

2º Saulo Carvalho PB 12,00

3º Wilson Nora BA 7,40

4º Dalmo Meireles BA 5,25

Líder Saulo Carvalho PB 1900 pontos

Vice Rodrigo Jorge 1385 pts

Grand Master

1º Otávio Lima PB 14,00 pontos

2º Fred Vilela AL 12,25

3º Jojó de Olivença BA 12,05

4º Paulo Germano PB 9,00

Líder Otávio Lima PB 1900 pontos

Vice Paulo Germano 1729 pts

Kahuna

1º Roni Ronaldo SC 14,15

2º Jojó de Olivença BA 12,75

3º Fábio Gouveia PB 9,50

4º Sergio Noronha RJ 6,55

Grand Kahuna

1º Cláudio Marroquim PE 16,0 pts

2º Cardoso Júnior CE 12,25

3º Paulo Falcon BA 7,25

4º Adalvo Argolo BA 6,60

Líder Cardoso Júnior CE 1900 pontos

Vice Cláudio Marroquim PE 1385 pts

Por Chico Padilha – Assessoria de imprensa para CBSurf

www.cbsurf.com.br

Galeria de Imagens