Azeite, buraco, vaca: Entenda o dialeto do surf

Separamos algumas frases e gírias para você ficar por dentro de como falam os surfistas

Cada tribo tem suas gírias e seu modo de falar. E no surf não é diferente. Com um dialeto bem específico, as vezes é difícil quem está de fora entender. E para quem é surfista, também fica bem fácil distinguir quem está aprendendo.
Como o surf foi difundido pelo mundo por países que falam inglês, como Estados Unidos (Havaí) e Austrália, muitas palavras ficaram conhecidas em inglês e continuam sendo usadas assim. Como swell para ondulação, frontside e backside, grab, entre outras… Apresentamos abaixo algumas frases típicas de surfistas para você ver se você está por dentro, ou se está precisando se aprofundar no dialeto !
“Tem altas hoje”
Vamos começar pelas mais fáceis, mas que confunde muita gente. Altas ondas nem sempre significa ondas grandes. As vezes altas ondas pode ser um mar perfeitinho de meio metro. Altas ondas significa, boas ondas. Altas ondas, saca?!

onda-buraco-e-mar-azeite-tudo-numa-só
Onda buraco e mar azeite, tudo numa só © Tim Mckenna/ Red Bull Content Pool

“Estava uma buraqueira, só vaca sinistra!”
Buraqueira é quando as ondas estão ‘buraco’. Tipo, beeem cavadas, cilíndricas. A rampa para você dropar – descer – não é suave. Ela é bem íngreme mesmo. E essas são bem mais difíceis de serem surfadas. E vaca, não é o animal não! Vaca é o sinônimo de caldo de surfista. E sinistro, é sinistro mesmo!
“O mar estava um azeite”
Quando falamos assim não quer dizer que o mar estava cheio de óleo. Muito pelo contrario. Sempre o mar estava um azeite, é porque ele estava muito bom. Tem a ver com a textura do azeite. Liso, perfeito, sem nenhum ventinho para atrapalhar. Seria a tradução mais perfeita para “glassy”.

tubo-grebando-de-back
Tubo ‘grebando’ de back © Tim Mckenna/ Red Bull Content Pool
Publicidade

“Entubou grebando de back”
Essa já é mais avançada. Grebando é a maneira abrasileirada de dizer q
ue o cara estava “grabbing”, ou seja, na tradução livre, segurando sua prancha. E a expressão ‘de back’ quer dizer que o cara estava de backside, ou seja, surfando de costas para a onda. Então a frase traduzida ficaria: Pegou um tubo segurando a prancha de costas para a onda. Mas você nunca vai ouvir um surfista falando assim!
“Estava um crowd sinistro… só prego”
Crowd é a palavra em inglês para cheio de gente, lotado. Então quando o pico está crowd, ou crowdeado, é quando está cheio de gente. Quando tem mais gente do que ondas a oferecer. E se estava cheio de pregos, é porque só tinha cara ruim. Prego pode ser cara que surfa mal, cara que não é do pico, quem está aprendendo… Mas num sentindo pejorativo.
Fonte redbull.com

Por Leonardo Maroja