Swell se aproxima

Mapa da bomba de SSO se formando na noite de segunda-feira / madrugada de terça-feira (27), a caminho dos litorais do Rio e de São Paulo (fonte: modelo LOLA).

Vai explodir tudo!
Uma bomba meteorológica está se formando no Atlântico Sul e deve resultar nas maiores ondas vistas neste ano nos litorais do Rio e de São Paulo, dando muito trabalho aos surfistas no próximo feriado.

Publicidade

By Guilherme Morales de Aguiar/Brazil Forecaster

Os modelos estão mostrando que os ventos na borda oeste de uma baixa pressão ao largo da Argentina irão ganhar força ao longo do dia nesta quarta-feira, chegando a mais de 50 nós no início da madrugada de quinta-feira. Como consequência, veremos um novo sólido swell de sul-sudoeste (SSO) subindo ao longo do dia na sexta-feira e atingindo ápice no sábado, quando os picos mais expostos poderão oferecer ondas realmente grandes.

Na sexta-feira os picos mais expostos a sul devem amanhecer com ondas em torno de ‘1 metro+ a 1,5 m’ na escala dos surfistas, ficando bem maior à tarde. As condições climáticas ainda não devem ser favoráveis devido à passagem de uma frente fria que deve provocar ventos moderados em torno do quadrante sudeste (SE) e queda de temperatura.

A expectativa para o sábado é de tubos enormes em Maresias, mas só acessíveis para surfistas de tow in. O espetáculo é garantido, ainda mais se Gabriel Medina, que está na área se preparando para o CT de Saquarema, resolver pegar umas bombas como esta surfada por ele no inverno passado. Foto: Rafasky

Nas primeiras horas da manhã de sábado a coisa poderá ficar realmente séria. As previsões atuais estão mostrando que o swell de SSO atingirá a marca de aproximadamente 4 metros de altura com 16 segundos de período em águas profundas. É muita altura e muito período junto! Ondas mais longas como esta (período superior a 14s) são menos íngremes e têm energia em águas mais fundas, sendo menos suscetíveis ao decaimento provocado pela ação de ventos e ondas opostas durante a sua propagação até a costa. Por isso, poderemos ver ondas realmente grandes, ‘3 metros’ ou mais, nos picos mais expostos do litoral sul do Rio e norte de São Paulo. O tempo deve melhorar, com ventos mais fracos e favoráveis.

Infelizmente, se essa previsão se confirmar, muitos picos ficarão fora de controle durante o auge do swell. Melhor procurar por lajes no outside e cantos de pedra, já que nas praias mais abertas com fundo de areia as maiores séries devem fechar bastante, além de apresentarem uma moderada corrente litorânea varrendo da direita para a esquerda devido à inclinação do swell.

A Barrinha de Itaúna, em Saquarema, um dos possíveis palcos dos confrontos do CT brasileiro, que terá seu período de espera iniciado no próximo dia 9, funciona com ondulações grandes de sudoeste. Boa notícia para Raoni Monteiro, na foto, um dos maiores conhecedores do pico, que poderá treinar para a bateria na qual irá disputar uma das vagas de convidado para o campeonato. Foto: Ricardo Altoé

No litoral sul do Rio, os big-riders devem checar picos como Grumari no canto direito, Laje do Sheraton, e Pontão do Leblon, além de Itacoatiara (Niterói) e Barrinha (Saquarema). Em São Paulo, a praia de Maresias deve ser uma das opções, oferecendo tubos insanos para os mais atirados.

Os picos mais protegidos também devem apresentar uma brincadeira para a galera mais iniciante, já que o maior período do swell faz com que este sinta mais a batimetria do fundo, lhe dando maior capacidade de envolver um pico de surf menos exposto.

Depois, o surf deve amenizar gradualmente no domingo e na segunda-feira, mas, ainda devemos ter ondas com bom tamanho, com mais de ‘1,5 m’, por todo o feriado.

Vale ressaltar que as principais características desse swell, como tamanho e momento de auge, ainda podem mudar bastante nos próximos dias na medida em que a sua zona de geração evolui sobre o oceano. Fique ligado em nossas atualizações diárias no site e enquanto refinamos a previsão do surf para o fim de semana e para o feriado do Dia do Trabalho. E seja um assinante Premium para ter acesso às dicas sobre os melhores picos e às previsões de longo prazo (até 17 dias).

Lindo olhando de fora, brutal olhando de dentro. Itacoatiara, em Niterói, aqui fotografada no feriado da Páscoa, é uma das opções mais indicadas para quem quiser aproveitar a magnitude deste swell para testar sua coragem em águas do Rio de Janeiro. Foto: Pablo Almeida

Previsão para São Paulo: http://www.surfline.com/surf-forecasts/southeast-brazil/sao-paulo_46370/

Previsão para o Rio de Janeiro (litoral sul): http://www.surfline.com/surf-forecasts/southeast-brazil/rio-de-janeiro-litoral-sul_46369/

Boas ondas!

Fonte surfline.com