Finalizado a sexta edição do Circuito Itajaí Open de Surf

Pódio Itajaí Open de Surf 2017. Foto Basílio Ruy

As ondas no meio do Atalaia abriram as competições da ASPI (Associação de Surf das Praias de Itajaí) em 2017.

Publicidade

A sexta edição do Circuito Itajaí Open de Surf aconteceu no sábado, 11, e confirmou o sucesso dos anos anteriores, iniciando a corrida pelo título desta temporada no surf itajaiense.

A primeira das três etapas programadas do Circuito Itajaí Open de Surf 2017 agitou o litoral norte catarinense no sábado, 11 de março. As categorias Open, Freesurf, Master, Adaptados, Advogados e Local competiram em ondas com boa formação no período da manhã, perdendo força na parte da tarde.

A ASPI (Associação de Surf das Praias de Itajaí) realiza um trabalho sério desde sua criação em 1999, substituindo a anterior. Atualmente a associação do litoral norte catarinense é uma das mais atuantes do Estado no quadro de afiliadas da Fecasurf, movimentando as competições na região.

Com a premiação bem atrativa, serão distribuídas nove pranchas da MRH nas três etapas do circuito programadas até o final do ano, além dos diversos kits de premiação.

Decisões ao cair da tarde

As finais aconteceram ao entardecer do sábado, definindo a primeira etapa do circuito. Começou com a categoria Advogados, que trocaram o terno e gravata pela lycra de competição. O dr. Jean Thomas, de Barra do Sul (SC), impetrou boas combinações de manobras, para ganhar a causa a seu favor, e ficar com o título da etapa.

A categoria Adaptados vem ganhando espaço em diversos circuitos pelo Estado, e já faz parte há algum tempo dentro dos eventos da ASPI. Luciano Nem, que já havia feito final na semana anterior no Farol de Santa Marta, manteve sua rotina de decisões, e conquistou a etapa.

Na Freesurf, João Felipe festejou muito a vitória nesta categoria. Na sequencia Rodrigo Cutelo se deu melhor e foi o campeão Master. Entre os Locais, com disputas sempre equilibradas e de alto nível, o melhor da decisão foi Ricardo Tavares.

A última final foi pra água quase escurecendo. Pedro Miguel e sua tradicional agilidade cravou a primeira posição no pódio, com Renan Batalha em segundo. Após 6 anos longe das competições devido a uma lesão nas costas, Renan, que já foi campeão catarinense Open de surf, vem ganhando ritmo e parece motivado para as próximas competições.

O Itajaí Open de Surf tem a apresentação da MRH Surfboards. Patrocínio da Fundação Municipal de Esportes de Itajaí (SC) e Lei Municipal de Incentivo ao Esporte. Apoio: MRH SurfBoards, Santa Radical, ALS Transportes, Big Wave, Reverse, Brava Açai, Board Co, SOX, Open Trade, Longarina, Padang Padang Surf Shop, Moken, Zion, Santa Costa, Empty, Banana Wax, Das Antigas, Auto- Escola São Vicente, Daga e Sal Cura. Realização: ASPI (Associação de Surf das Praias de Itajaí). Supervisão Técnica: Fecasurf.

RESULTADOS

Open

1o- Pedro Miguel

2o- Renan Batalha

3o- Derik Adriano

4o- Dickson Queiroz

Local

1o- Ricardo Tavares

2o- Eloin Travisani

3o- João felipe

4o- Rodrigo Cutelo

Master

1o- Rodrigo Cutelo

2o- Ricardo Tavares

3o- Gerson Peito

4o- Queijinho

Freesurf

1o- João Felipe

2o- Luan Passos

3o- Jhony Bernardes

4o- Tiago Marcelino

Adaptados

1o- Luciano Nem

2o- Robson Gasperi

3o- Miguel Jr.

Advogados

1o- Jean Thomas

2o- Rafael Roxo

3o- Zeca Cruz

4o- Ricardo Dudek

Fotos Basílio Ruy

Por João R. Lopes

 

Galeria de Imagens