Etapa sul-americana do mundial Pro Junior será em homenagem a Ricardo dos Santos

Uma homenagem mais que merecida! A única etapa sul-americana do Mundial Pro Junior de Surf, que acontece entre 13 e 15 de outubro na Guarda do Embaú, Santa Catarina, levará o nome do maior surfista que já surgiu na região: Ricardo dos Santos.

O evento também vai contar com um padrinho de peso, ninguém menos que um dos grandes amigos de Ricardinho, Adriano de Souza, que foi campeão mundial no mesmo ano do falecimento do surfista catarinense, em 2015, e dedicou o título ao grande amigo.

Adriano de Souza é o padrinho do evento que levará o nome do seu amigo Ricardinho. Foto: Sloane/WSL.
Publicidade

“Desde quando ele foi embora, a gente sempre pensou em fazer coisas que mantenham a imagem dele viva. A primeira a sair do papel é esse campeonato no lugar que ele mais amava e protegia na vida. Tenho certeza que ele está feliz e estará conosco nesse momento especial para a Guarda”, falou Mineirinho emocionado.

Um dos maiores surfistas de ondas grandes que o Brasil já teve, Ricardo dos Santos foi o maior porta-bandeira da região e ajudou muitos dos garotos que hoje disputarão essa etapa, como Lucas Vicente, de 16 anos, e Tainá Hinckel, 14. E apesar da pouca idade, ambos se tornaram campeões brasileiros em 2017 na categoria Sub-18 e estão classificados para a final mundial de surf amador no Japão.

Tainá Hinckel e Lucas Vicente. Foto: Divulgação.
Tainá Hinckel e Lucas Vicente. Foto: Divulgação.

Lucas Vicente, de Florianópolis, cresceu treinando e brincando com Ricardinho. Hoje, como uma das principais revelações do surf brasileiro, ele pretende honrar o amigo nas ondas da Guarda.

“Será animal o campeonato lá e provavelmente vai bombar de gente! A onda é animal, aquele lugar é mágico e poder homenagear o Ricardo lá, por tudo o que ele fez, falou e lutou para mim será animal. Sem contar que o Pro Junior é muito importante para a minha carreira, por ser o elo entre o amadorismo e o profissionalismo. Espero honrar tudo isso com uma vitória!, contou Lucas.

Já para Tainá Hinckel, local da Guarda do Embaú, o evento será tão ou mais especial que a estreia dela na elite do WSL durante o Rio Pro. A catarinense cresceu junto com Ricardinho e pela primeira vez disputará um torneio dessa magnitude no quintal de casa.

Tainá está muito empolgada para a competição em homenagem ao ídolo: “É muito legal poder competir em casa e homenageando um irmão! Espero altas ondas e boas baterias. Esse campeonato classifica para a final na Austrália e já fui no ano passado, agora, quero ir de novo!”

A única etapa sul-americana do Mundial Pro Junior de Surf , que acontece entre 13 e 15 de outubro na Guarda do Embaú, Santa Catarina, é a principal porta de entrada para os surfistas amadores que buscam definitivamente se profissionalizar no universo da WSL. Desse campeonato serão selecionados os atletas que disputarão a final mundial em janeiro.

Ricardinho dos Santos. Foto: Divulgação.

REMEMBER RICARDINHO DOS SANTOS

Local da Guarda do Embaú, Santa Catarina, Ricardo dos Santos foi baleado na frente de sua casa por um policial militar fora de serviço. Ricardinho não sobreviveu aos ferimentos, tornando-se um dos 2.136 cidadãos que morrem nas mãos da polícia brasileira todos os anos.

Ricardo era mais do que apenas um surfista que inspirou John Florence e Kelly Slater a surfar Teahupoo gigante. Ele foi mais do que o primeiro brasileiro a realmente colocar seu carimbo na onda mais combiçada do Hawaii, Pipeline. Ele era uma personificação do sonho brasileiro!

Fonte surfar.com.br