CBSurf começa a definir amanhã a seleção para o Mundial Júnior

Rota do Mar Surf and Music, Maracaípe, Ipojuca PE. Foto Divulgação

Atletas com até 18 anos e de todo o país competem em Maracaípe (PE) antes de ida à São Paulo, onde a CBSurf define a seleção para o Mundial Júnior, no Japão, em setembro

Publicidade

Seleções de base de surfe de todo o país estarão, neste fim de semana (8 e 9 de julho) em Maracaípe, em Ipojuca, Pernambuco, para participar da II Etapa do CBSurf Tour e abrir o Rota do Mar Surf and Music 2017. Participarão da competição atletas da nova geração de surfistas brasileiros com idades até 18 anos nas categorias Júnior (sub-18 masculino e feminino), Mirim (sub-16 masculino e feminino) e Iniciante (sub-14 masculino). Cerca de 140 competidores de Alagoas, Bahia, Ceará, Maranhão, Pará, Paraíba, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Santa Catarina, São Paulo e Sergipe vão participar do evento tendo a missão de pontuar individualmente e por seleção de seu estado. A abertura da competição acontece às 07:30 hrs, deste sábado (8) com a apresentação das equipes, hasteamento das bandeiras e a presença da prefeita de Ipojuca, Célia Sales, do presidente da Confederação Brasileira de Surf, Adalvo Argolo, do presidente da Associação Nordestina de Surf, Geraldo Cavalcanti, além de presidentes das federações de surfe dos estados que participam do evento.

A competição nacional das categorias de base do surf brasileiro está sendo liderada pelo estado de Santa Catarina entre equipes e individualmente em três categorias: na Sub-14, com Luís Mendes, e nas sub-16 e sub-18 com Tainá Hinckel. Esta terá novas rivais na etapa, a exemplo da pernambucana Luana Silva (sub-16) e da paulista Sophia Medina (sub-16), que não será a única de São Paulo a competir em Maraca. O Instituto Gabriel Medina (IGM) viajou com um time forte para Pernambuco, composto por ela e outros 13 atletas (13 representam a seleção paulista). Rafaella Teixeira e Louise Frumento, também do IGM, estão confirmadas, assim como as cariocas Carol Bonelli, Júlia Duarte e Luara Thompson.

A competição também contará com a presença de Jonas Pereira, o Marretinha, de Cabedelo (PB), que busca o bicampeonato da categoria sub-18, liderada pelo paulista Eduardo Mota; e do bicampeão sub-16, o pernambucano e agora sub-18 Cauã Nunes.

Mesmo para quem é vizinho ao estado e tem título nacional, a tarefa de ir ao evento por vezes não é nada fácil. O exemplo é o atual campeão brasileiro sub-14 Yuri Barros, também confirmado no evento. Recém-chegado de sua primeira trip internacional no Peru, junto com o ídolo Ítalo Ferreira, o defensor do título iniciante tem apenas 11 anos. Desta vez, ele chega em terceiro a Maracaípe, após início da temporada na região Norte. Também está confirmada a presença de Reginaldo Filho (Guinho), de Conde (PB). Guinho também “corre atrás do prejuízo” por não ter disputado a etapa inaugural. Ele quer voltar para o Conde com troféus, como fez ano passado na primeira e na última etapa do CBSurf Tour, as duas únicas que prestigiou.

Os vencedores da II Etapa do CBSurf Tour receberão pranchas Real Magia, kits com produtos Rota do Mar e troféus.

PE DEFENDE TÍTULO – A equipe pernambucana está se renovando nessa competição. O estado venceu pela primeira vez o CBSurf Tour em 2017 e, em casa, tentará se recuperar do resultado obtido na primeira etapa, realizada no Pará, quando ficou em décimo lugar levando apenas dois atletas para competir. Os destaques são Cauã Nunes, bicampeão brasileiro sub-16 e que agora vai buscar o título na sub-18, e Sinoé Cronier, revelação das últimas competições locais. No sub-18 feminino, o destaque é Gabriela Cavalcanti.

Este é o quarto ano consecutivo que a Rota do Mar promove ou apoia eventos de surfe válidos como etapas das principais competições nacionais do surf. “Apesar do cenário econômico nacional, fazemos questão de continuar mantendo o apoio principalmente numa competição tão importante para a revelação e desenvolvimento de talentos no surf nacional. Sabemos que grandes nomes da atualidade, como Gabriel Medina, Adriano de Souza e Felipe Toledo, entre outros, passaram por essa competição. Queremos contribuir para fomentar esse desenvolvimento de alto nível principalmente agora que o esporte também é Olímpico”, comenta Lucas Galindo, gerente de Marketing da Rota do Mar, se referindo à decisão de que o surfe foi incluído entre as modalidades que serão disputadas nas Olimpíadas de Tóquio.

Segundo Geraldo Cavalvanti, presidente da Associação Nordestina de Surf e coordenador técnico do evento, o apoio da Rota do Mar nesse momento é essencial para o surf brasileiro. “Em uma época de maior crise na história desse país, a Rota do Mar vem no sentido contrário a tudo e patrocina três eventos consecutivos de âmbito nacional, transformando Maracaípe na capital nacional do surf em julho. Agradecemos à empresa pelo grande apoio, coragem, visão e, o mais importante, pela confiança no surf brasileiro bicampeão mundial”, declarou.

JAPÃO – A disputa de pontos na praia pernambucana é fundamental para a escolha da equipe composta por 12 atletas que vai participar do Mundial Júnior da Associação Internacional de Surfe (ISA), no Japão, de 23 de setembro a 1° de outubro. Pelo menos 11 sairão do ranking da competição após a terceira etapa CBSurf Tour, que acontecerá em Maresias, São Paulo, entre os dias 25 e 27 de julho. No total, serão quatro atletas no sub-18 masculino, duas no sub-18 feminino, quatro no sub-16 masculino e duas no sub-16 feminino.

O Rota do Mar Surf and Music, realização CBSurf com Federação Pernambucana e Associação Nordestina, tem apoio da Prefeitura de Ipojuca, Pranchas Real Magia, Blocos Teccel, Pousada Parador 081, Bar do Marcão e Restaurante da Mônica. Outras informações com Geraldo Cavalcanti pelos números pelos números (81) 98139-2025 ou (81) 98271-5331.

MAIS SURFE – Nos dois fins de semanas seguintes, o Rota do Mar Surf and Music continua sendo realizado em Maracaípe. Nos dias 15 e 16 de julho, a praia recebe a abertura do Circuito CBSurf Master, com suas tradicionais categorias Master, Grand Master, Kahuna e Grand Kahuna. A expectativa é reunir grandes nomes do surfe nacional com a disputa de uma premiação de R$ 20 mil entre os quatro melhores colocados, 2.000 pontos no ranking e troféus.

Fechando o evento, nos dias 22 e 23 de julho, a praia sedia a segunda etapa do Circuito Nordestino de Surf Profissional com competições nas categorias Profissional, Open, Júnior e Mirim. A pontuação também será válida para o Circuito Pernambucano de Surf e pelo Campeonato Brasileiro da Associação Brasileira de Surfe (750 pontos). Os quatro melhores atletas da categoria profissional disputarão R$ 10 mil em prêmios. Os vencedores das demais receberão prancha, bloco, kits de produtos Rota do Mar e troféus.

Por CBSurf/ cbsurf.com.br